Confúcio recebe petista Fátima Cleide e Eurípedes Miranda; TRE de Rondônia pune instituto de pesquisa; Leonildo é o novo nome da Cultura; e BR-319 deve ficar como está

A íntegra da coluna redigida por Sérgio Pires

DESTA VEZ VAI SAIR? GOVERNO ANUNCIA INÍCIO DAS OBRAS DA PONTE BINACIONAL GUAJARÁ/BOLÍVIA AINDA PARA ESTE ANO

Será que agora a obra vai mesmo se tornar realidade? Depois de décadas desde seu primeiro planejamento; depois de pelo menos seis governadores  (Valdir Raupp, José Bianco, Ivo Cassol, Confúcio Moura, Daniel Pereira e Marcos Rocha) e cinco mandatos presidenciais (Lula duas vezes, Dilma uma vez e meia; Michel Temer e Jair Bolsonaro), mais uma vez é anunciado o início de uma das obras mais importantes para Rondônia e a região de fronteira: a ponte binacional, ligando Guajará Mirim à Bolívia e encurtando nosso caminho para o Pacífico.

A confirmação da autorização para a ponte, inicialmente orçada em cerca de 400 milhões de reais, sobre o rio Mamoré, foi dada nesta segunda-feira pelo superintendente do Dnit para Rondônia e Acre, André Lima dos Santos, após receber o sinal verde do diretor de Planejamento e Pesquisa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o também rondoniense Miguel de Souza. Durante várias gestões no governo do Estado, houve sempre batalhas importantes pela obra. Ela chegou a quase ser concretizada quando o na época ex-governador e senador Valdir Raupp tomou à frente do esforço que já vinha de anos, tentando tornar a ponte uma realidade. Em dezembro de 2010, por exemplo, ele fazia um discurso no Senado, lembrando da dívida de mais de um século.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“O Presidente da República do nosso país, Luiz Inácio Lula da Silva, fez um compromisso com o Presidente boliviano Evo Morales, para pagar uma dívida centenária. Segundo o Tratado de Petrópolis, firmado em 1903 (um tratado que em 2010 já tinha 107 anos)  o Brasil se comprometeu a dar à Bolívia, depois das guerras da Bolívia com o Peru e com o Chile, que a impediram de escoar os seus produtos pelo portos do Oceano Pacífico, uma saída ao Atlântico. E esta saída seria via La Paz, Riberalta, Guayaramerín e Guajará”. Dez anos depois, o também ex-governador e então senador Ivo Cassol comemorava que “nos próximos 60 dias, deve ser licitada a ponte internacional em Guajará”, o que, para lamento dele, até hoje não ocorreu.

O mundo empresarial vibra com a nova notícia de que, enfim, há uma luz no fim do túnel para que a nova ponte  1.023 metros seja construída.  Um dos maiores empreendedores do Estado e que tem grandes negócios com os bolivianos, César Cassol, diz que a construção da ponte “representará um salto nos negócios, um avanço econômico de grande proporção, quase inacreditável”. Com a ponte, lembra César, o caminho para o Pacífico será ainda mais encurtado, permitindo não só negócios com nossos vizinhos próximos, mas também com países do outro lado do maior oceano do mundo.

Nossas exportações poderão dar um salto, a um custo muito menor de transporte, assim como poderemos importar muitos produtos da Ásia, por exemplo. Em relação à Bolívia, venderemos de tudo e compraremos principalmente ureia e potássio, que hoje precisamos importar da Rússia. A pergunta é: desta vez as obras vão começar mesmo ou será apenas mais uma promessa ao vento, como várias vezes no passado?

CORRIGINDO: DEPUTADAS NÃO APOIARAM NOTA DE REPÚDIO CONTRA O DEPUTADO DELEGADO CAMARGO

Tem toda a razão o deputado Delegado Camargo em protestar sobre parte do comentário publicado neste blog, no último domingo. O resumo da ópera: uma Nota de Repúdio divulgada e assinada por 16 entidades que que se apresentam como setores de defesa dos direitos da mulher, não teve, ao contrário do que foi noticiado aqui, neste espaço, nem o aval e muito menos a assinatura das deputadas estaduais que compõem a bancada feminina na Assembleia. A Nota, que ataca o parlamentar e o critica por, conforme o texto, ter desrespeitado as mulheres, quando do seu pronunciamento sobre a proposição de Moção de Aplauso ao deputado federal Níkolas Ferreira, tem assinaturas, de organismos ligados umbilicalmente aos partidos de esquerda, como CUT, Sintero e grupos LGBT, mas também de outras entidades que não tem o mesmo viés político, totalmente contrário aos do parlamentar, que é defensor intransigente do conservadorismo. As componentes da bancada feminina votaram contra a Moção de apoio ao parlamentar federal mais votado no país, mas jamais se uniram à Nota de Repúdio que teve, sim, também conotação política. Camargo nega que tenha desrespeitado as mulheres e lembra que em toda a sua atuação profissional, sempre esteve na defesa delas. O erro do blog, involuntário, foi por dedução equivocada sobre o tema. Portanto, para preservação da verdade (e esta é uma prerrogativa que estas mal traçadas linhas não abrem mão), se retrata o que realmente aconteceu. Pedimos desculpas a todos os citados e aos leitores, pela forma equivocada com que a notícia original foi publicada.

DNIT TENTA ABRIR DESVIO ATÉ ESTA QUARTA, MAS BR 364 CONTINUA INTERDITADA, ISOLANDO O ACRE DO RESTO DO PAÍS

Os problemas na BR 364 não param, nesta época de inverno amazônico. Depois do rompimento de um bueiro entre Candeias e Porto Velho, que levará pelo menos 150 dias para ser corrigido, ocorreu outro evento semelhante, porém muito mais grave, próximo a divisa com o Acre, na Ponta do Abunã. Mais uma tubulação do tipo ARMCO, o mesmo material que rompeu próximo à Capital, acabou levando consigo grande parte da pista e a BR 364, naquele região, ficou interditada desde o final de semana. O Dnit está trabalhando desde lá para a construção de um desvio que permita a volta do trânsito, mesmo que provisória, segundo informou o engenheiro Emanuel Nery, autorizado pela Superintendência do órgão em Rondônia e Acre. A precisão mais otimista é que a obra provisória fique pronta até esta terça-feira, mas a conclusão dependerá muito da situação das chuvas. Se elas continuarem persistindo e com a força que têm tido, a rodovia federal pode continuar isolando o Acre do resto do país por mais algum tempo. Centenas de caminhões, dezenas de ônibus e um número incontável de veículos que se dirigiam para Extrema e cidades acreanas, tiveram que retornar para Porto Velho e outras cidades de Rondônia. A Polícia Rodoviária Federal está auxiliando na fiscalização do trânsito naquela área, tentando evitar acidentes. Segundo o Dnit, há um esforço concentrado para solucionar o problema o mais rápido possível.

BONS RESULTADOS DAS OPERAÇÕES POLICIAIS OFUSCADOS PELO CASO DO PM MORTO POR BANDIDO QUE DEVIA ESTAR NO PRESÍDIO

Lamentavelmente, mais um policial rondoniense foi morto, ao reagir a um assalto. Ele levou três tiros de um criminoso, que é apenado e estava solto, num confronto dentro de um mercado, no bairro Aponiã. O bandido ficou ferido, mas sobreviveu, enquanto o policial, o  cabo da PM de Rondônia Fabio da Silva Monteiro, 40 anos, acabou perecendo, enquanto o bandido, sempre protegido por leis fajutas que o Judiciário precisa cumprir, em breve terá toda a proteção e, certamente, jamais pagará pela violência que praticou. O crime aconteceu num momento em que as forças de segurança estavam comemorando bons resultados de uma série de operações, determinadas pelo comando da segurança pública do Estado, à frente o competente coronel Vital. Entre os avanços, destacam-se grande queda no número de roubos e furtos na Capital, mas com resultados positivos também em outras cidades. A presença da PM nas ruas, com operações como a Maximus e outras, estão combatendo a criminalidade, já com resultados positivos. O evento lamentável do último sábado foi uma situação que, obviamente, não havia como prevenir. Muitos bandidos que deveriam estar atrás das grades andam livres, leves e soltos pelas ruas, cometendo novos crimes, protegidos por um pacote de leis pífias, que os protegem, mas jamais protegem suas vítimas.

CONFÚCIO SE REÚNE COM FÁTIMA E MIRANDA, DESTACANDO QUE AMBOS “ESTÃO CHEIOS DE PLANOS E IDEIAS”

“Muita satisfação receber dois grandes amigos aqui no gabinete: a ex-senadora Fátima Cleide, do Partido dos Trabalhadores e o Eurípedes Miranda, que foi meu colega, desde os anos oitenta, no governo do Jerônimo Santana e também foi meu colega deputado. Eles vieram me visitar, traçar planos para o futuro. Estão cheios de ideias. Parecem dois meninos, cheios de planos novos. Fiquei muito satisfeito com a visita deles!”. O estilo do texto é conhecido. Ninguém menos que o senador rondoniense Confúcio Moura, do MDB, comemorando o reencontro com dois parceiros da política. Fátima Cleide deve ocupar cargo federal no novo governo Lula e, sem dúvida, é o nome mais quente do PT rondoniense, para a disputa da Prefeitura da maior cidade do Estado. Ela estará em qualquer relação de possíveis concorrentes à sucessão de Hildon Chaves. Já o ex-secretário de segurança de Jerônimo Santana; ex-deputado federal por dois mandatos e chefe da Casa Civil durante o mandato-tampão de Daniel Pereira no governo, Eurípedes Miranda, o conhecido Mirandinha, ainda não definiu quais os caminhos que seguirá. Hoje ele está no partido Solidariedade. Os dois representantes da esquerda no Estado andam muito otimistas com a volta de Lula ao poder e as chances reais do PT voltar a crescer no Estado. Hoje, aliás, não há nome mais poderoso do que o de Fátima Cleide, para a eleição municipal e, quem sabe, também para a corrida ao Palácio Rio Madeira/CPA, em 2026. Confúcio é aliado ao atual governo e deixou claro a relação de respeito e amizade para com Fátima e Miranda.

JUSTIÇA ELEITORAL CONSIDERA PESQUISA CHEIA DE FALHAS E MULTA EMPRESA DE RONDÔNIA EM MAIS DE 106 MIL REAIS

Uma pesquisa que não cumpriu todas as exigências legais, realizada em outubro passado, ainda na disputa do primeiro turno da eleição para o Governo do Estado, acabou resultando numa multa de quase 105 mil reais ao instituto Phoenix, que a realizou. O partido União Brasil, do agora governador reeleito Marcos Rocha, acionou a empresa de pesquisa na Justiça Eleitoral, através do escritório de advogado liderado pelo conhecido advogado especializado em questões eleitorais, o dr. Nelson Canedo, a quem o Governador tem elogiado, por seu trabalho e conhecimento jurídico. Basicamente, a pesquisa apontava o senador Marcos Rogério bem à frente de Marcos Rocha. Agora saiu a sentença. O juiz Carlos Negreiros, considerou que realmente houve uma série de irregularidades no levantamento de opinião feito à época, dando ganho de causa ao União Brasil a aplicando uma multa total de 106.410 reais à empresa. O valor a ser cobrado irá para os cofres da União e não há indenização ao Governador ou a seu partido. Segundo Nelson Canedo, à decisão do Tribunal Regional Eleitoral, não cabem mais  recursos, ou seja, a sentença é definitiva. A questão de pesquisas eleitorais, aliás, esteve no centro de longos debates durante toda a campanha eleitoral, não só em nível nacional, como no local também. O caso mais contraditório é o do senador eleito Jaime Bagattoli, que há poucas horas da eleição aparecia como quinto colocado na corrida pela única vaga a que Rondônia tem direito.

ATOLEIROS, PONTES CAÍDAS, SEM PREVISÃO DE RECEBER ASFALTO: A BR 319 TENDE A FICAR COMO ESTÁ, DURANTE O GOVERNO LULA

E como está nossa BR 319, nestes tempos de inverno amazônico? Como as obras da pavimentação estão paralisadas, não só porque elas não são mais prioridade do novo governo federal como, ao mesmo tempo, não é possível se fazer qualquer serviço agora, durante este período chuvoso, o que resta são os poucos corajosos, bravos até, que se arriscam nos 900 quilômetros da rodovia entre Porto Velho e Manaus, muitos deles praticamente engolidos por atoleiros que não acabam nunca. Além de tudo, ainda há pontes caídas, onde agora só se consegue fazer a travessia, arriscando-se em balsas. O caso da BR 319 continua sendo um mistério, em relação ao seu futuro. A única ligação por terra entre Manaus e o restante do país, via Porto Velho, está esperando há pelo menos duas décadas e meia pelo reasfaltamento. O hoje governador de São Paulo e então ministro da Infraestrutura do governo Bolsonaro, Tarcísio de Freitas, chegou a garantir que a obra seria concluída em poucos anos, mas, obviamente pela derrota do governo anterior, a promessa se tornou vazia. No governo petista, onde a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, é totalmente contrária ao asfaltamento, em apoio às ONGs que dominam o  assunto e a região, ao menos teoricamente a 319 vai ficar exatamente como está, ao menos nos próximos. Quem quiser ver como está a rodovia nestes últimos dias, pode se assustar, ao assistir o vídeo que está no link https://www.youtube.com/watch?app=desktop&v=SKDHCgp8w9I&ab_channel=EstradasemFronteira.

MIL PESSOAS VÃO RECEBER CASAS DE PROJETO DE HABITAÇÃO POPULAR QUE ESTAVA ABANDONADO HÁ MAIS DE 12 ANOS, NA ZONA LESTE

Pelo menos mil porto-velhenses estão contando os meses, as semanas e os dias que faltam para a com conclusão das obras de um conjunto habitacional popular de 269 casas, para que eles as recebam e possam ter uma moradia decente. O pacote de casas ficou abandonado, sem conclusão, durante os últimos 12 anos. Isso mesmo! Dentro do que acontece com milhares de obras públicas país afora, o pequeno conjunto de casas no bairro Socialista, zona leste da Capital, também seguiu este lamentável roteiro. Contudo, o prefeito Hildon Chaves não se conformou com o abandono e nem lavou as mãos. Buscou, nos recursos da própria Prefeitura, nada menos do que os 8 milhões de reais que faltavam para que as casas fossem concluídas e, em breve, entregues aos novos moradores. O projeto faz parte do “Pró-Moradia Leste I” e está localizado na rua Osvaldo Ribeiro, no cSocialista, na zona Leste da cidade. As obras avançam e a expectativa da conclusão e entrega dos imóveis é aguardada com ansiedade. “A construção dos imóveis está parada há uma dúzia de anos, passando por administrações anteriores sem que fosse concluída. Agora, contudo, trabalhamos duro para retomar os trabalhos e, o mais breve possível, entregar todos os imóveis”, afirma o prefeito da Capital. Hlidon Chaves destaca que a intenção é entregar moradia digna para praticamente mil pessoas, que formam as famílias que serão beneficiadas.

NOVA SUPERINTENDÊNCIA DA CULTURA E LAZER SERÁ DE LEONILDO RODRIGUES, ESCOLHUDO A DEDO PELO GOVERNADOR MARCOS ROCHA

Escolhido a dedo. Um personagem que, nos bastidores do governo, tem realizado um trabalho bastante elogiado na sua área, foi guindado a mais importante função na cultura. O faro do governador Marcos Rocha para detectar servidores que se destacam em suas atividades, mesmo que nomes ainda não conhecidos do grande público, chegou agora ao novo Superintendente da Cultura e Lazer, organismo que na nova configuração da administração estadual, terá uma importância especial. O escolhido foi Leonildo Nery Rodrigues, atual Presidente da Funcer, que assumirá a Superintendência de Cultura e Lazer. O assunto sequer se tornou público ainda, mas o nome de Leonildo para a função começou a se consolidar quando pessoas próximas ao Governador o ouviram elogiar o novo superintendente: “ele tem capacidade para o trabalho e ainda a vontade de fazer as coisas acontecerem”, teria dito Marcos Rocha a pessoas próximas, antes de oficializar o convite ao seu novo assessor na área da cultura e do lazer. Para reforçar seu respeito pelo novo comandante da cultura, Rocha teria ido mais longe. “O palco do nosso Teatro não parou mais de funcionar, desde que ele assumiu a Funcer”. A nova Superintendência deve começar suas atividades com vários de desafios, agora colocados nas mãos de Leonildo Rodrigues.

PERGUNTINHA

Três semanas depois de entregue o pedido de CPMI ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, com as assinaturas exigidas pela legislação, porque você imagina que o senador que comanda o Congresso, ainda não reuniu as duas Casas, para oficializar o início das investigações sobre o 8 de janeiro?

 

 

 

Sérgio Pires

 

O jornal Rondôniaqui News se reserva no direito de manter a opinião dos articulistas integralmente, sem intervenções. Entretanto, o conteúdo apresentado na seção ”Artigos & Colunas é de inteira responsabilidade de seus autores.