Despedida e homenagem aos Policiais assassinados em Fortaleza

Homenagem

Os dois policiais mortos na manhã de terça-feira (18) em Fortaleza, na alça do viaduto da rodovia BR-116, no Bairro Cidade dos Funcionários, estavam na corporação há pelo menos 15 anos e faziam parte do Grupo de Motociclismo Regional (GMR), da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Esta unidade é especializada em motopatrulhamento e escoltas.

Veja abaixo mais informações sobre os policiais

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
  • Quem eram
  • Vida pessoal
  • Quando ingressaram na PRF
  • Onde nasceram
  • Como o crime aconteceu
  • Luta corporal

Quem eram?

 

Os dois policiais rodoviários são Márcio Hélio Almeida de Souza, de 52 anos, e Raimundo Bonifácio do Nascimento Filho, 43 anos. Eles eram lotados no Grupo de Motociclismo Regional (GMR), que faz motopatrulhamento e escoltas de autoridades.

Vida pessoal

 

A PRF informou que ambos os agentes eram casados. Márcio Hélio tinha um filho, e Raimundo Bonifácio tinha duas filhas.

Quando ingressaram na PRF?

 

Márcio Hélio passou a fazer parte da PRF em 2006, ou seja, completaria 16 anos na corporação em 2022 Já Raimundo Bonifácio trabalhava na PRF desde 2005 (17 anos).

Onde nasceram?

 

Márcio Hélio nasceu em Baturité, no interior e atuou em diversos setores da PRF, com lotação no Ceará e em Roraima. Já Raimundo Bonifácio nasceu em Viçosa do Ceará, outro município do interior, e atuou no estado natal, além de estados do Maranhão e Roraima.

Como o crime aconteceu?

 

Os dois policiais rodoviários foram mortos a tiros por um homem em situação de rua que transitava entre os carros na rodovia, segundo a Secretaria da Segurança Pública. Após ser abordado, o homem tirou a arma de um dos policiais e os matou. Um vídeo feito por pessoas que estavam no local e que pode ser visto acima mostra o momento do tiroteio. É possível ouvir sete disparos.

Luta corporal

 

Um vídeo registrado por uma testemunha mostra o momento que os dois policiais rodoviários federais foram baleados pelo homem.

Nas imagens, é possível ver os dois policiais com capacete em luta corporal com um homem, que consegue se desvencilhar e atira nos agentes. É possível ouvir pelo menos sete disparos. Em seguida, o suspeito corre.

Agentes da PRF, do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), da Polícia Militar, e de outras forças de segurança foram ao local da ocorrência. Um helicóptero da PM também foi acionado e pousou na pista.