Carro voador fabricado no Ceará custará R$ 2 milhões e terá velocidade de até 130 km/h

Modelo Gênesis-X1 terá custos ligados a aviação, dessa forma não deverá ter impostos rodoviários, como o IPVA. As aeronaves utilizarão Vertipontos, mas nos primeiros meses, poderão utilizar helipontos.

O veículo Gênesis-X1, o ‘Carro Voador’, tem previsão de lançamento para o segundo semestre de 2024 e custará R$ 2 milhões, segundo startup cearense Vertical Connect, responsável pelo projeto.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) apresentou imagens do modelo ao público e à imprensa no BS Design, no Bairro Aldeota, em Fortaleza.

De acordo com a empresa, os modelos não tripulados que prestam serviços para o agro, logística, polícia e bombeiro serão lançados no primeiro semestre de 2024. Os tripulados serão apresentados ao mercado no segundo semestre.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Considerando uma economia e indicadores estáveis similares ao momento atual, o preço de venda estimado é de cerca de R$ 2 milhões ou US$ 400 mil”, afirmou a Vertical Connect ao g1.

Para pilotar o veículo não é necessário habilitação. “O veículo é 100% autônomo, portanto, não há necessidade de saber pilotar o mesmo. Até o momento, para pilotar o ‘Carro Voador’ não é necessário nenhum tipo de habilitação.”

Sobre os locais de estacionamento, as aeronaves Evtol’s utilizarão “vertipontos”, a versão do heliponto para os carros voadores. Porém, como os vertipontos ainda não estão disponíveis nas cidades brasileiras, os veículos voadores autônomos poderão utilizar helipontos, desde que tenham as exigências necessárias atendidas.

Outra característica do veículo é que não será necessário o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A empresa explica que trata-se de uma aeronave e nas regras atuais não paga IPVA. O eVTOL terá custos ligados a aviação, dessa forma não deverá ter impostos rodoviários.

Características do Gênesis-X1:

Terá capacidade para duas pessoas, com 5 metros de comprimento, largura de 4,8 metros e altura de 1,40 metros.

O tempo máximo de voo será de 60 minutos.

Alcançará velocidade máxima de 130 km/hora.

Contará com oito hélices e oito motores elétricos e terá fuselagem composta de fibra de carbono aeronáutico.

Gênesis-X1 terá oito motores e oito hélices, com 1,40 metro de altura — Foto: Reprodução/Vertical Connect

Velocidade de 130 km/h

O Gênesis tem diversas aplicações. O modelo principal é o G-XI é Dotado de oito motores elétricos, o veículo será construído em composto de fibra de carbono aeronáutico, conferindo baixo peso e alta resistência da estrutura.

Também há o GX-H, projetado para atuar como uma ambulância aérea em emergências, proporcionando rapidez e eficiência no transporte médico, com capacidade de transporte de uma maca hospitalar. Já o Gênesis-XF é pensado para o uso no combate a incêndios, sendo capaz de transportar até 200 litros de água.

O GX-P, por sua vez, é voltado para o uso policial, dotado de câmera 4K de monitoramento on-line, aumentando a eficiência das forças de segurança. Há também o modelo GX-L, projetado para revolucionar a logística de entregas com uma capacidade de carga útil de até 560 kg.

Além destes, um dos produtos mais aguardados é o GX-AB, que atenderá às necessidades dos agricultores e pecuaristas, também com capacidade de 200 litros e dois suportes para irrigação. Todas as variantes do Gênesis são veículos autônomos, com trem de pouso fixo do tipo esqui e altitude de cruzeiro de pouco mais de 1.640 pés (cerca de 500 metros).