Mulher raptada consegue fugir e chega a hospital com cadeado ao pescoço

De acordo com o jornal 20 minutos, este não é o primeiro crime do tipo cometido pelo suspeito

A polícia de Miranda de Ebro, na Espanha, prendeu um homem suspeito de sequestrar e manter como prisioneira uma mulher de meia idade.

O caso foi descoberto depois que a vítima deu entrada no hospital com uma corrente e um cadeado presos ao pescoço.

Segundo a mulher, ela aceitou uma carona de um homem que se ofereceu para levá-la do hospital ao centro da cidade. Durante o trajeto, o homem ganhou a confiança da vítima e a convenceu a acompanhá-lo até sua casa para pegar alguns pertences.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ao chegar à residência, o homem começou a agredir a mulher. Ela perdeu a consciência e, quando acordou, estava com as mãos presas a uma corrente que lhe foi colocada ao pescoço.

A vítima aproveitou um momento de distração do agressor para fugir por uma janela e correr para a casa de familiares, onde pediu ajuda. Ela foi levada ao hospital com vários ferimentos no rosto e ainda com a corrente e o cadeado presos ao pescoço.

Após o relato da vítima, a polícia identificou o homem. Ele foi preso e levado à delegacia, onde foi interrogado. Em seguida, foi liberado sob fiança, com a obrigação de comparecer ao tribunal sempre que necessário.

O homem está sendo investigado por detenção ilegal, mas a acusação pode ser alterada à medida que a investigação avança.

De acordo com o jornal 20 minutos, este não é o primeiro crime do tipo cometido pelo suspeito. Em 2005, ele foi preso por sequestrar uma menina de nove anos na mesma cidade.