Chefe da milícia é morto a tiros em consultório de dentista no Rio

Quatro suspeitos armados dispararam contra Alexsander da Silva Monteiro, conhecido como Popeye, quando ele estava sendo atendido

Quatro homens armados executaram um homem apontado como chefe de uma milícia dentro de um consultório odontológico na comunidade Cesar Maia, em Vargem Pequena, na zona oeste do Rio de Janeiro, na noite de terça-feira (5).

Testemunhas disseram que os suspeitos invadiram o local no momento em que Alexsander da Silva Monteiro, conhecido como Popeye, estava sendo atendido na cadeira do dentista.

Os criminosos mandaram os funcionários sair do estabelecimento e, em seguida,  dispararam contra o miliciano. Eles fugiram antes de a Polícia Militar chegar.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A DHC (Divisão de Homicídios da Capital) abriu um inquérito para investigar o caso e procura imagens de câmeras de segurança da região para ajudar na identificação dos suspeitos do crime.

Alexsander já havia sido preso, em 2010, por integrar uma milícia que atua na zona oeste e que chegou a ser comandada por um dos criminosos mais procurados do Estado. Na ocasião, Popeye tentou usar uma peruca como disfarce, mas não conseguiu enganar os policiais.