ENVENENAMENTO Dono de bar serve veneno em vez de bebida e clientes vão a óbito após ingerir o líquido

Polícia afirma que dono do comércio armazena veneno contra insetos em garrafas de bebida, o que o levou a confundir os produtos.

Uma das vítimas de envenenamento após confundir bebida alcoólica com veneno Foto: Arquivo Pessoal

Dois agricultores morreram após tomarem veneno acreditando se tratar de bebida em um bar no município de Granja, a 262 quilômetros de distância de Fortaleza, na tarde de domingo (29). A bebida, segundo a Polícia Militar, foi vendida por engano pelo sogro de uma das vítimas, proprietário do estabelecimento.

Em depoimento aos policiais civis, o comerciante confessou que mantinha veneno para matar insetos armazenado em garrafas de bebida, o que o levou a confundir os produtos.

De acordo com a Polícia Militar, horas após consumirem a bebida, as vítimas identificadas pelas iniciais [E. R. de S.], de 35 anos, e [C. S. O.], de 28 anos, foram encontrados sem vida, caídos em uma residência na localidade de Cajueiro do Castro, na zona rural do município.

Ainda conforme policiais militares que apuram o caso, [E. R. de S.] morreu abraçado ao filho, após passar mal.

Homicídio culposo

Após os corpos serem encontrados, o dono do bar, de 75 anos, sogro de [E. R. de S.], foi conduzido à Delegacia da Polícia Civil de Camocim.

Ele foi autuado por por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. A Secretaria da Segurança Pública afirmou que o comerciante pagou fiança e vai responder pelo crime em liberdade.

Ainda conforme a Secretaria da Segurança, o laudo que vai confirmar a causa da morte será concluído em até 30 dias.