PF cumpre mandados em gabinetes na Câmara dos Deputados

operação Registro Espúrio

A Polícia Federal realiza nesta quarta-feira, 30, a operação Registro Espúrio, contra fraudes em registros sindicais no Ministério do Trabalho. Ao todo, são cerca de 320 policiais cumprindo 87 mandados judiciais autorizados pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Do total, são 64 mandados de busca e apreensão, quinze de prisão temporária e oito de prisão preventiva. As decisões estão sendo cumpridas no Distrito Federal, São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais.Os investigados são suspeitos de organização criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro.

De acordo com a PF, os alvos da operação são servidores públicos, lobistas, advogados, dirigentes de centrais sindicais e parlamentares. Segundo a TV Globo, três mandados de busca são cumpridos na Câmara dos Deputados, nos gabinetes de Paulinho da Força (SD-SP), Jovair Arantes (PTB-GO) e Wilson Filho (PTB-PB).

Paulinho é presidente de uma das maiores centrais do país, a Força Sindical, enquanto os outros dois são filiados ao PTB, partido que controla a pasta do Trabalho desde o início do governo do presidente Michel Temer (MDB) em maio de 2016. Cabe ao Ministério a autorização de funcionamento de sindicatos no país, que gozam de benefícios fiscais para o funcionamento.