Unidades de saúde atendem público em dois períodos para vacinação de rotina

Atendimento ao público geral a partir de agora tem foco na imunização rotineira e contra a gripe H1N1

Unidades de saúde municipais em diversos pontos da capital passaram a atender o público nos períodos da manhã e tarde. A mudança foi estabelecida pela Prefeitura de Porto Velho para que seja dada mais ênfase à atualização das vacinas de rotina e, também, a que imuniza contra o vírus H1N1.

Segundo o Departamento de Atenção Básica (DAB) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), a estratégia é necessária para diluir o fluxo de atendimento que estava concentrado no período da manhã, além de atender melhor a população.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner1 ALE 970x250

Anteriormente, no período da tarde, as salas de imunização das unidades não funcionavam, já que os vacinadores eram deslocados para a vacinação da Covid-19.

Segundo a diretora do DAB, Fabíola Barros, as unidades que abrem à tarde atendem a população em geral e crianças. “O atendimento é para toda a população. Quem não puder ir pela manhã pode procurar nossas unidades à tarde”, explica.

A estratégia é para diluir o fluxo que estava concentrado no período da manhãA estratégia é para diluir o fluxo que estava concentrado no período da manhã

Estão atendendo nos dois períodos as seguintes unidades: Caladinho, Oswaldo Piana, Areal, Socialista, Maurício Bustani, Agenor de Carvalho, Nova Floresta, Renato Medeiros, Mariana e São Sebastião.

As unidades José Adelino e Hamilton Gondim continuam com o atendimento no período da tarde voltado à Covid-19. Quando o atendimento pretendido não for relacionado à Covid-19 o paciente deve comparecer apenas no período da manhã.

A unidade Manoel Amorim de Matos atende exclusivamente Covid-19, tanto pela manhã, quanto à tarde.

Segundo a gerente da Divisão de Imunização, Elizeth Gomes, a decisão não causou prejuízo à vacinação contra a Covid-19. “Durante a tarde nosso fluxo é reduzido, o pico maior acontece pela manhã, principalmente nas primeiras horas. O retorno das equipes às salas de vacinação das unidades não trará prejuízo na imunização contra a covid-19”, afirma a gerente.