Dólar tem leve queda ante real de olho na cena política

Na véspera, a moeda norte-americana avançou 0,29%, vendida a R$ 3,148.

dólar opera em leve queda nesta quarta-feira (12), com a cena política voltando a preocupar o andamento da reforma da Previdência no Congresso Nacional, considerada essencial para colocar as contas públicas do país em ordem, após o ministro Edson Fachin, relator dos processos relativos à operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), determinar a abertura de inquérito contra 8 ministros, 3 governadores, 24 senadores e 39 deputados federais.

Às 9h09, a moeda norte-americana caía 0,09%, vendida a R$ 3,145. (Horário de Brasília)

Dos 28 ministros do governo Michel Temer, oito serão investigados no Supremo Tribunal Federal: Eliseu Padilha (PMDB), da Casa Civil; Moreira Franco (PMDB), da Secretaria-Geral da Presidência; Gilberto Kassab (PSD), da Ciência e Tecnologia; Helder Barbalho (PMDB), da Integração Nacional; Aloysio Nunes (PSDB), das Relações Exteriores; Blairo Maggi (PP), da Agricultura; Bruno Araújo (PSDB), das Cidades; e Marcos Pereira (PRB), da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou ao STF os inquéritos com base nas delações dos executivos e ex-executivos do Grupo Odebrecht, todos com foro privilegiado.

A cena geopolítica internacional também continua no radar, em meio às tensões dos Estados Unidos com Coreia do Norte e Síria que provocam uma fuga do risco.

O Banco Central brasileiro não anunciou intervenção no mercado de câmbio para esta sessão, por ora. Em maio, vencem US$ 6,389 bilhões em swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares.

Na véspera, o dólar avançou 0,29%, a R$ 3,148 na venda.

Fonte: G1