Acidente em que morreu cantor foi causado por ultrapassagem, diz PRF

Luigi Pereira Gonçalves era cantor e empresário e estava no carro, que bateu em uma carreta na cidade de Manoel Vitorino

Nesta segunda-feira (11), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que acidente que terminou com a morte do empresário e cantor de forró Luigi Pereira Gonçalves, de 49 anos, na BR-116 no trecho da cidade de Manoel Vitorino, no sudoeste da Bahia, foi causado por uma ultrapassagem indevida.

De acordo com informações do site ‘G1’, a PRF não detalhou se foi o artista, que é vocalista da banda Trio Xote Novo, que cometeu a infração de trânsito. O caso, que ocorreu no sábado (8), envolveu o carro em que o artista estava e uma carreta.

Com a colisão, a carreta pegou fogo e ficou destruída, porém, o motorista conseguiu escapar, sem sofrer ferimentos. O automóvel onde Luigi estava foi parar do lado oposto ao da carreta, em uma área de vegetação, devido ao impacto da batida e ele acabou morrendo na hora.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ainda de acordo com a publicação, o velório de Luigi Gonçalves aconteceu neste domingo (10), na Loja Maçônica Redenção do Extremo Sul e o sepultamento aconteceu nesta segunda-feira (11), no Cemitério Jardim da Saudade, no município de Teixeira de Freitas, que fica no extremo sul do estado.