Fernanda Brum é processada por igreja; instituição pede R$ 46 mil de indenização

Os responsáveis ainda argumentam que tentaram entrar em acordo para um novo evento mas, como não conseguiram, tiveram que cancelar

A Igreja Evangélica Batista Jesus Lírio dos Vales está processando Fernanda Brum por danos morais, materiais e inadimplência contratual. Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a instituição religiosa está pedindo na Justiça pouco mais de R$ 46 mil de indenização a cantora gospel.

Ainda de acordo com o veículo, a igreja alega ter contratado Brum em junho de 2018 para o evento ‘Chá das Mulheres’, marcado no final do mês de setembro. Ela teria alegado motivos de força maior para não aparecer ao compromisso, pedindo um adiamento. O encontro acabou sendo remarcado e na semana seguinte, mas novamente, a artista não compareceu. Fernanda chegou a enviar um atestado médico para justificar sua ausência, mas não disponibilizou nenhuma nova data.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Poder 3 - 970

Os responsáveis ainda argumentam que tentaram entrar em acordo para um novo evento mas, como não conseguiram, tiveram que cancelar o ‘Chá das Mulheres’ e arcar também com os prejuízos dos ingressos devolvidos e lanches destinados à venda no evento.

Em agosto deste ano, houve uma audiência de conciliação, mas Fernanda Brum não apareceu e também não foi representada pelos advogados.