Gene Simmons testa positivo para Covid e Kiss adia turnê

Com isso, a banda precisou cancelar as quatro próximas datas da turnê End of the World, nos Estados Unidos

Gene Simmons, 72, baixista e vocalista da banda Kiss, testou positivo para Covid-19 e está com sintomas leves, segundo comunicado divulgado nesta terça-feira (31). Com isso, a banda precisou cancelar as quatro próximas datas da turnê End of the World, nos Estados Unidos.

 

“A banda e a equipe vão ficar em casa e isolados pelos próximos 10 dias e os médicos indicaram que a turnê deve voltar no dia 9 de setembro, no FivePoint Amphitheatre, em Irvine, na Califórnia”, diz o comunicado divulgado no site do Kiss.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Poder 3 - 970

Os shows adiados estavam programados para ocorrer em Clarkston, Michigan; Dayton, Ohio; Tinley Park, Illinois; e Milwaukee. “Todos as entradas já compradas serão aceitas para as novas datas quando anunciadas”, diz a banda

A contaminação de Simmons ocorre poucos dias após o colega de banda, o guitarrista Paul Stanley, 69, ter se recuperado da doença. Em 26 de agosto eles já tinham sido forçados a cancelar o show em Burgettstown, Pensilvânia, pelo mesmo motivo. Na época, o Kiss já havia anunciado que todos os membros do grupo e sua equipe estavam totalmente vacinados.

No início do mês, Simmons aproveitou uma entrevista ao F5 sobre o documentário biográfico da banda para falar da situação da pandemia e dar um conselho aos fãs do país. “Sei que o grande problema no Brasil é que a política está atravessando o caminho da ciência”, lamenta.

“Tem pessoas morrendo e isso é muito sério. Vacinem-se com as duas doses, não só por vocês mesmos, mas pelas outras pessoas que podem morrer. Políticos são idiotas, ouçam os cientistas e os médicos, por favor”.