Abatido, Ceni vê superioridade do Fortaleza mesmo com eliminação na Sul-Americana

"Aos 47 se ganha com gol de Cassiano e aos 47 se perde", disse o técnico em entrevista coletiva após a partida

O Fortaleza lutou até o final, mas mesmo com a vitória para o Independiente com o placar de 2 a 1, foi eliminado na primeira fase da Sul-Americana. O técnico Rogério Ceni não escondeu a tristeza com a eliminação precoce do Tricolor, principalmente pela equipe ter atuado bem nos dois jogos da competição.

– Um time que jogou muito melhor na Argentina. Aqui hoje foi uma aula de futebol, mas aos 47 se ganha com gol de Cassiano e aos 47 se perde em uma eliminação. Mas a vida é assim, é do futebol – afirmou o treinador, em alusão a música cantada pela torcida.

O Leão foi superior nos dois tempos da partida e chegou a ficar com dois gols de vantagem no placar, marcados por Juninho e Marlon, mas gol do lateral-direito Bustos aos 47 minutos do segundo tempo foi suficiente para o Independiente conseguir a classificação pelo critério do gol de visitante. No jogo de ida o Rojo bateu o Leão por 1 a 0.

– O Fortaleza tem um caminho, que é se manter na Série A do Campeonato Brasileiro, para que possa, se não tiver um investimento externo, tentar construir seu CT e ter um faturamento maior do que teve no último ano.

O elenco do Leão volta às atividades nesta sexta-feira, no período da tarde. A equipe inicia a preparação para o duelo contra o Barbalha no domingo, pelo Campeonato Cearense.