Boxeador de 23 anos morre após ser nocauteado em luta profissional

O Conselho Nacional de Controle de Boxe e Luta Livre do Zimbábue está investigando o caso

O boxeador Taurai Zimunya, de 23 anos, morreu em decorrência de complicações do nocaute sofrido em uma luta profissional ocorrida no último sábado (30), no Zimbábue.

De acordo com informações do jornal ‘Lance!’, o atleta era lutador na categoria peso-galo e desmaiou após receber uma sequência de golpes no 3° round. O juiz interrompeu o combate e Taurai foi encaminhado ao hospital, porém não resistiu ao trauma. O nome do oponente não foi divulgado pelos organizadores do duelo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Mulher - 970

Ainda segundo a publicação, o Conselho Nacional de Controle de Boxe e Luta Livre do Zimbábue afirmou que ‘todos os procedimentos médicos necessários foram seguidos’ e que ‘foi prestada assistência médica de emergência no local antes de o lutador ser levado ao hospital’. Lawrence Zimbudzana, secretário-geral da entidade, comunicou que uma investigação sobre o caso será instaurada.