Corinthians e Vasco fazem duelo direto contra o rebaixamento no Brasileirão

Nesta terça-feira, às 21h30, o time paulista encara o Vasco, em São Januário, no Rio de Janeiro

A derrota para o Bahia por 5 a 1, na última sexta-feira, prejudicou o Corinthians no Brasileirão. Com 44 pontos, a equipe de Mano Menezes ainda corre sérios riscos de ser rebaixada nesta temporada. Na 13ª colocação, apenas três pontos separam o clube da zona de rebaixamento. Nesta terça-feira, às 21h30, o time paulista encara o Vasco, em São Januário, no Rio de Janeiro, para salvar sua temporada e evitar uma reedição de 2007.

Naquele ano, o Corinthians chegou à penúltima rodada precisando apenas de uma vitória simples para evitar o primeiro rebaixamento de sua história. No estádio do Pacaembu, a equipe, à época treinada por Nelsinho Baptista, enfrentou o Vasco, mas saiu derrotada por 1 a 0, com gol de Alan Kardec. O resultado fez com que o time chegasse à última rodada com um ponto de vantagem para o Goiás, mas precisando de um tropeço do rival ou de um triunfo diante do Grêmio, em Porto Alegre – cenários que não ocorreram.

Em 2023, o cenário tem semelhanças. Caso perca, o Corinthians pode terminar a rodada na zona da degola, caso os rivais diretos vençam seus confrontos, e se complicar na reta final do Campeonato Brasileiro. O Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) aponta que o time alvinegro tem, antes do início da 36ª rodada, 7% de chances de disputar a Série B em 2024. Em caso de vitória, o Corinthians praticamente se garante na Série A.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A diferença entre 2007 e 2023, além do palco do confronto, é que neste ano o Vasco também luta contra o rebaixamento. Com o técnico Ramón Díaz na maior parte do segundo turno, o time subiu da 18ª colocação para a 15ª e, a partir de agora, depende apenas de si para permanecer na Série A. Em caso de vitória, ultrapassa inclusive o Corinthians na tabela do Brasileirão.

Há três rodadas do fim, a equipe cruzmaltina vive seu melhor momento no ano: com três vitórias e três empates, o time de Ramón Díaz não sabe o que é perder há seis jogos e vive sua maior sequência invicta na temporada 2023. Apesar disso, contará com uma série de desfalques na defesa: com Maicon, Léo e Robson Bambu suspensos, o treinador escalará Capasso como titular.

NOVO COMANDO

O Corinthians chega para o duelo decisivo na temporada após um fim de semana conturbado no Parque São Jorge. Além da eleição que definiu Augusto Melo como presidente do clube para o triênio 2024-2026, a goleada sofrida para o Bahia gerou uma crise no elenco. Foi apenas a segunda derrota de Mano no Brasileirão desde que retornou ao Corinthians, mas foi o maior revés sofrido pela equipe em seus domínios – igualou resultado contra o Flamengo, em 2021, também pelo Brasileirão.

“Não salvamos nada num jogo como esse. Começamos com a ideia de jogo escolhida pelo treinador, que não se sustentou, nem se justificou, teve que ser trocada com 20 minutos. Temos que pedir desculpas. Nunca passei por isso, uma goleada dentro de casa como treinador. Foi muito doloroso para a gente, mas nunca tivemos condição de entregar algo melhor no jogo”, afirmou Mano, em entrevista coletiva após a partida.

Além da crise interna, o time terá cinco desfalques no Rio. Gil (suspenso), Fausto Vera, Roni, Gustavo Mosquito e Matías Rojas não poderão reforçar a equipe do técnico Mano Menezes – os quatro se recuperam de lesões.