Coronavírus: diagnosticado há 12 dias, Gobert relata perda de olfato e paladar

Primeiro jogador da NBA a testar positivo para a COVID-19, no dia 11 de março, pivô do Utah Jazz expõe incômodo: "Não sinto o cheiro de nada há quatro dias"

O pivô do Utah Jazz, Rudy Gobert, primeiro jogador da NBA a testar positivo para a COVID-19, postou em uma rede social uma atualização de seu quadro de saúde. O francês, que foi diagnosticado com o novo coronavírus no último dia 11 de março, relatou perda de olfato e paladar, perguntando em seguida se alguém estava tendo esses mesmos sintomas.

– Só para atualizar a vocês, as perdas de olfato e paladar são definitivamente sintomas, não consigo sentir o cheiro de nada há quatro dias. Alguém experimentando a mesma coisa? – escreveu o pivô em sua conta no Twitter.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
COVID 970x250

Quando testou positivo para a COVID-19, Gobert se encaixava na categoria de postadores assintomáticos do vírus. Inicialmente, febre, tosse seca e falta de ar foram apontaos como os sintomas mais proeminentes do novo coronavírus, mas nos últimos dias, novos sintomas têm sido associados à enfermidade, como os relatados por Gobert. A Associação Britânica de Otorrinolaringologia anunciou na última sexta-feira um aumento nos casos de anosmia, um olfato perdido.

Após se desculpar por não ter levado o perigo do coronavírus a sério, o pivô de 27 anos doou 500 mil dólares (R$ 2,4 milhões) para os funcionários da arena do Utah Jazz, seu time na NBA, e para ajudar no combate ao coronavírus em Oklahoma, onde ele deixou de jogar por estar contaminado.