De titular a negociável: o que explica situação de Breno Lopes no Palmeiras

O Palmeiras pagou R$ 7,5 milhões ao Juventude, no final de 2020, por 50% dos direitos econômicos do jogador

O Vasco tem interesse na contratação do atacante Breno Lopes, e o Palmeiras não dificultará a saída do jogador.

O Palmeiras crê que Breno perderá espaço no time ao longo da temporada com as novas opções para o setor ofensivo. Importante na conquista do Brasileirão de 2023, o camisa 19 não começou a temporada como titular e o Alviverde conta com as voltas de Bruno Rodrigues e Dudu no segundo trimestre. Também pesam contra Breno as iminentes chegadas de Lázaro, ex-Flamengo, Rômulo, meio-campista do Novorizontino que também pode atuar no ataque, e a contratação de Caio Paulista, que Abel já disse que pretende utilizar no ataque.

O jogador vê com bons olhos um novo desafio. Mesmo terminando a temporada em alta, Breno sabe que não é muito bem aceito por parte da torcida do Palmeiras. Além disso, o atleta terá mais destaque no elenco do Vasco, que busca uma “sombra” para o argentino Vegetti.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O clube alviverde vê a possibilidade de ter retorno financeiro com a negociação. Breno Lopes tem contrato com o Palmeiras até 31 de dezembro deste ano e já poderia assinar um pré-contrato com qualquer equipe a partir do meio do ano, deixando o clube sem custos.

O Palmeiras pagou R$ 7,5 milhões ao Juventude, no final de 2020, por 50% dos direitos econômicos do jogador.

Breno marcou o gol do título da Libertadores de 2020 e o tento da vitória contra o Fluminense -na penúltima rodada do Brasileirão do ano passado- que encaminhou o 12º título brasileiro para o Alviverde.

Desde que chegou ao clube, Breno é visto como um exemplo de profissional e avaliado como um ótimo jogador. No entanto, conviveu com críticas da torcida, especialmente após ter xingado a principal torcida organizada alviverde.
Breno tem 162 partidas com a camisa do Palmeiras, 24 gols marcados e oito títulos conquistados.