Guarani nega afastamento do meia Régis e aguarda jogador para definir futuro

Juliano Camargo negou que o atleta tenha sido afastado

Após o técnico Umberto Louzer revelar os motivos que o levaram a deixar Régis fora da lista de inscritos para o Campeonato Paulista, o Guarani, através do superintendente de futebol, Juliano Camargo, precisou vir a público para garantir que o meia ainda faz parte dos planos do clube. O dirigente também negou que o atleta tenha sido afastado.

“Não teve afastamento. Eu conversei com o Régis, ele disse que estava de cabeça quente e isso está sendo tratado internamente. Vamos trabalhar a lista dos inscritos jogo a jogo até completar os 26 jogadores. A regra nos permite fazer isso até fevereiro”, disse o dirigente à rádio Bandeirantes.

Julinho Camargo confia que o caso será resolvido entre o próprio treinador e o atleta. “Eu acho que foi uma questão que já vem se arrastando com uma expectativa de ambos na continuidade do Régis. É óbvio que os dois vão sentar para tratar isso. Eles estão sempre convergindo para o melhor do Guarani e isso é o mais importante. É um assunto que será resolvido e não vai ter desdobramentos”, garantiu.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Régis tem contrato com o Guarani até dezembro e deve definir seu futuro no clube em reunião com Umberto Louzer e dirigentes do clube de Campinas. A certeza é que o jogador continuará fora do time no duelo com o São Bernardo, marcado para esta quarta-feira, às 21h30, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, pela segunda rodada do Paulistão.

Em duas passagens pelo Guarani, Régis fez 66 jogos e marcou dez gols. Ele era considerado a esperança do time para o Paulistão. O jogador vem recebendo sondagens de Goiás e CRB.

O Guarani é o lanterna do Grupo B do Paulistão, atrás de Água Santa (3 pontos), Palmeiras (1) e Ponte Preta (1).