Medalhista olímpica relata ataque racista com spray de pimenta nos EUA

A atleta de 18 anos contou que tudo aconteceu durante uma noite de passeio com algumas amigas, todas asiáticas.

A medalhista olímpica Suni Lee relatou um ataque racista que sofreu nos Estados Unidos. Em entrevista para o PopSugar, a ginasta contou que além de ofensas, também foi atacada por um jato de spray de pimenta.

“Eu estava tão brava, mas não havia nada que eu pudesse fazer ou controlar, eles fugiram. Eu não fiz nada com eles, e tendo a reputação, é tão difícil saber porque eu não fiz. Eu fujo de qualquer coisa que possa me colocar em problemas. Eu simplesmente deixo acontecer”, começou por dizer.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Mulher - 970

Ainda no desabafo, a atleta de 18 anos contou que tudo aconteceu durante uma noite de passeio com algumas amigas, todas asiáticas. Enquanto esperavam um Uber, elas viram os passageiros de outro carro gritar ofensas racistas, como: “Voltem para o lugar de onde vieram”.

Depois dos xingamentos, Suni falou que um deles colocou a mão para fora do carro e borrifou um spray de pimenta na direção dela e das amigas.

Defendendo os Estados Unidos, Sunisa foi campeã olímpica em Tóquio e fez parte das equipes que ganharam ouro no Mundial de 2019 e prata nos Jogos Olímpicos de 2020. Ela disputa com a equipe nacional de ginástica feminina norte-americana desde 2017.