Amigos morrem após envenenamento com fentanil (e corpos são trocados)

O caso aconteceu nos Estados Unidos, mas os homens, de 30 e 31 anos, eram de Dublin, na Irlanda

Os restos mortais de dois homens foram trocados e enquanto um corpo foi enterrado no local errado, o outro acabou sendo cremado – algo que a família não queria.

Segundo a CNN, o caso aconteceu em abril de 2022, quando Kane Mitchell e Luke Comiskey, dois amigos de 30 e 31 anos, respectivamente, foram encontrados mortos no seu apartamento em São Pertersburgo, uma cidade no estado norte-americano de Flórida.

Os corpos foram encontrados pelo seu patrão, que depois deles terem faltado ao trabalho, acabou se dirigindo ao local onde eles moravam. Os homens eram de Dublin, na Irlanda.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo a publicação norte-americana conseguiu apurar, os restos mortais foram corretamente identificados quando os profissionais se deparam com os corpos, mas depois teria acontecido um erro na etiquetagem e identificação dos mesmos.

O erro foi descoberto três meses depois, já após a cremação – errada – de Comiskey, e o enterro do corpo de Mitchell na campa que estaria destinada ao amigo.

De acordo com a imprensa, ambos morreram depois de terem sofrido uma ‘overdose’ após terem consumido drogas contaminadas com fentanil, um opioide utilizado para a dor, que tem vindo a representar um grande perigo nos Estados Unidos.

A droga é 100 vezes mais forte que a morfina e é usada em caso de dores extremas ou tratamentos cancerígenos.

O homem que teria vendido as drogas à dupla, e que eles teriam conhecido um dia antes de morrerem, foi detido há uns dias atrás, tendo sido acusado de dois crimes de homicídio em primeiro grau.

James Richard Peoples III admitiu que tinha ido ao apartamento dos dois e que lhes tinha vendido narcóticos, negando que lhes tenha dado fentanil. O homem, de 35 anos, será ouvido a 18 de março pela justiça.