Em conferência no Vaticano, Papa Francisco critica a teoria de gênero: “Uma ameaça”

O papa Francisco afirmou que a teoria de gênero, que chamou de “ideologia feia”, é um perigo para a humanidade

O papa Francisco fez um alerta, nesta sexta-feira (1°/3), sobre o que chamou de perigos da teoria de gênero, a qual chamou de “ideologia feia” que ameaça a humanidade. Segundo o chefe supremo da igreja católica, ele mesmo havia encomendado estudos sobre o assunto.

Durante uma conferência no Vaticano sobre a evolução do papel de homens e mulheres segundo os ensinamentos cristãos, Francisco afirmou aos participantes que “teoria de gênero” é uma ameaça, devido a uma suposta busca de apagar a diferença entre os sexos.

A teoria de gênero, chamada também de ideologia de gênero por seus críticos, sugere que o gênero é mais complexo e fluido do que os sexos feminino e masculino, e que depende de mais do que apenas as características sexuais visíveis.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Eu pedi que fossem realizados estudos sobre essa ideologia feia de nossos tempos, que anula as diferenças e torna tudo igual. Anular as diferenças significa anular a humanidade”, disse o papa Francisco.

Fala causou polêmica na web

Nas redes sociais o discurso do pontífice está causando polêmica. “Verdade, é a ideologia de gênero que tá acabando com todos os recursos naturais do planeta e fazendo guerra. Perigosíssima”, ironizou um internauta.

“E eu achando que [a ameaça] era a falta de amor ao próximo”, disse outro.

“Fome, guerra nuclear, aquecimento global, desigualdade social, dependência química, depressão…nada disso é perigoso, o perigo é a ‘ideologia de gênero’”, disse um terceiro.