Equipe tenta resgatar trabalhadores da Índia por túnel vertical

Depois de tentativas frustradas, equipe começou um novo meio para retirar os 41 trabalhadores presos em túnel após desabamento há 2 semanas

As autoridades indianas decidiram um meio mais arriscado para resgatar os 41 trabalhadores presos em um túnel, no estado de Uttarakhand, após deslizamento de terra bloquear a saída no dia 12 de novembro. A equipe de resgate tentou abrir uma passagem na horizontal, mas o trabalho vem encontrando obstáculos.

No domingo (26/11), começou-se a abrir uma passagem pela vertical.

Na semana passada, as autoridades chegaram a prometer que o resgate aconteceria em horas, mas não foi isso que aconteceu. Os trabalhadores seguem presos há 15 dias. Foram muitas as dificuldades para concluir o resgate.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Uma máquina de perfuração que veio dos Estados Unidos quebrou após atingir uma área metálica, segundo o jornal britânico The Guardian.

A tentativa de resgate por uma passagem na horizontal era considerada uma maneira mais segura. No entanto, como não foi viável, a equipe decidiu realizar o resgate de forma mais arriscada, com uma passagem na vertical.

Risco de rachaduras para trabalhadores

Especialista da Austrália que está acompanhando o resgate, Arnold Dix disse ao The Guardian que, para acontecer de forma segura, esse resgate pela vertical pode demorar até um mês. Há riscos de desabamento e rachaduras.

Enquanto isso, os trabalhadores presos são alimentados e recebem oxigênio por um fino cano de abastecimento, com cerca de 15 cm de diâmetro. Uma câmera de endoscopia foi inserida por esse espaço para facilitar a comunicação entre os trabalhadores e a equipe de resgate.