Na ONU, Vaticano pede fim de investimento em armas nucleares

O representante do Vaticano ainda destacou que as conversas eram uma “ocasião para reforçar ao mundo e, especialmente, para os líderes de Estados que possuem armas nucleares

O monsenhor Paul Richard Gallagher, secretário do Vaticano para a Relação com os Estados, fez um discurso nesta quarta-feira (29) durante uma reunião das Nações Unidas pedindo para que o mundo gaste menos com recursos militares.

“Em frente a uma pandemia mundial de duração incerta e aos efeitos sempre mais graves das mudanças climáticas globais, os Estados devem reduzir suas despesas militares em favor de uma resposta às necessidades humanitárias e às exigências de nossa casa comum. Nesse contexto, quero renovar o pedido da Santa Sé para que os governos destinem o ‘dinheiro que se usa em armas e em outras despesas militares’ para criar um ‘Fundo mundial para eliminar a fome e para o desenvolvimento dos países mais pobres”, disse Gallagher.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Poder 3 - 970

O encontro nas Nações Unidas ainda ocorre no âmbito do Dia Internacional para a Eliminação Total das Armas Nucleares, celebrado em 26 de setembro.

O representante do Vaticano ainda destacou que as conversas eram uma “ocasião para reforçar ao mundo e, especialmente, para os líderes de Estados que possuem armas nucleares, o insistente pedido da humanidade de eliminar as armas nucelares e os números investimentos nisso”.