Palestinos se afogam tentando pegar ajuda aérea que caiu no mar de Gaza

Pelo menos sete palestinos tentaram nadar até onde caíram pacotes de ajuda humanitária no Mar de Gaza e acabaram morrendo

Mais uma tragédia envolvendo ajuda aérea enviada por países a palestinos aconteceu na Faixa de Gaza. Pelo menos sete pessoas se afogaram ao tentar nadar até os pacotes lançados e que caíram no mar.

O território sofre com a guerra entre Israel e o grupo extremista Hamas desde 7 de outubro do ano passado. Milhares de civis já morreram com bombardeios ou mesmo de fome.

A informação foi divulgada pela agência de notícias AFP, citando o Ministério da Saúde de Gaza. A agência de notícias palestina Wafa fala em cinco pessoas desaparecidas, além das sete mortas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

As vítimas estavam entre as centenas de palestinos que se jogaram no Mar de Gaza, na segunda-feira (25/3), e nadaram até a ajuda humanitária que caiu por lá.

Palestinos questionam modo de entrega da ajuda

Em entrevista à TV Al Jazeera, Muhammad Sobeih, que mora em Gaza e tentou ajudar as pessoas no litoral, questionou a proibição de transporte terrestre com os mantimentos. “Por que aqueles que entregam ajuda não podem entregá-la através das travessias?”, perguntou.

No início de março, Cinco pessoas morreram e 10 ficaram feridas após serem atingidas por carregamentos de ajuda humanitária lançados na zona aérea da Faixa de Gaza. Para as autoridades do território, “atirar a ajuda desta forma é mais uma propaganda chamativa do que um serviço humanitário”.

Eles reforçam que essas operações são “inúteis” e não são “a melhor forma de trazer ajuda”. “Avisamos anteriormente que representa uma ameaça para a vida dos cidadãos, e foi isso que aconteceu hoje, quando os pacotes caíram sobre as cabeças dos cidadãos”, afirmaram as autoridades.