Polícia britânica impõe 20 multas por festas em Downing Street durante lockdown da Covid-19

A Scotland Yard não identificou as pessoas multadas. Festas tiveram a participação do primeiro-ministro Boris Johnson e de funcionários de governo

A polícia de Londres anunciou nesta terça-feira (29) que impôs 20 multas pelas festas durante o confinamento pela Covid-19, com a participação do primeiro-ministro Boris Johnson e de funcionários do governo.

“Hoje começaremos a enviar 20 avisos de multa por violações das normas contra a Covid-19”, afirmou a Scotland Yard em um comunicado, sem especificar as pessoas afetadas pela multa.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Sobrevivente - 970

Segundo um porta-voz do primeiro-ministro, Boris Johnson não recebeu nenhuma notificação.

A polícia investiga 12 encontros que aconteceram em Downing Street, sede do parlamento britânico, e no gabinete do primeiro-ministro em 2020 e 2021.

Pela primeira vez a polícia confirma que houve quebra nas regras contra a Covid-19 por membros do governo do Reino Unido, segundo informações da agência Reuters.

Na época, as visitas eram proibidas e a maior aglomeração limitava-se a duas pessoas ao ar livre, ainda que a uma distância de dois metros.

As revelações dos eventos, enquanto os britânicos deveriam reduzir drasticamente as interações sociais para combater a propagação da Covid-19, abalaram o governo.

No início do ano, Johnson foi acusado pelo líder trabalhista da oposição Keir Starmer de mudar sua história em relação as reuniões. Inicialmente ele negou que as festas aconteceram, depois alterou seu discurso e confirmou a participação. Apesar do escândalo, o primeiro-ministro declarou que não renunciaria.

A polícia disse que novas multas podem ser aplicadas, já que a investigação continua em andamento.