Presidente do Parlamento UE se reúne com Papa e debate migração

O político também se reuniu com o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin

O presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli, se reuniu neste sábado (26) com o papa Francisco no Vaticano e afirmou que o líder católico pediu que a Europa aja para salvar a vida dos migrantes que tentam chegar ao continente pelo Mar Mediterrâneo.

“Uma Europa que não salva as pessoas no mar e deixa elas morrerem não salva a humanidade. Nós estamos lutando por uma iniciativa europeia. Precisamos salvar as pessoas, estamos falando de milhares de pessoas, não de milhões”, disse Sassoli ao falar com os jornalistas na saída do encontro privado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner2 ALE 970x250

O político também se reuniu com o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, e disse que discutiu com ambos o novo plano que está sendo debatido sobre migração dentro do bloco europeu.

“Nós temos a necessidade de mostrar que os temas de acolhimento são muito importantes, mas os de salvamento são ainda mais”, acrescentou.

Após alguns anos de queda, a quantidade de pessoas que tenta chegar aos países europeus através do Mar Mediterrâneo voltou a aumentar em 2021. No entanto, os Estados-membros do bloco não conseguem chegar a um acordo sobre a redistribuição dessas pessoas e sobre um sistema mais justo de acolhimento.

Sassoli ainda destacou que a audiência com o Papa “foi um encontro muito importante onde foi reforçada a centralidade da pessoa e a defesa da pessoa como medida de todas as coisas”.

“Vale para todas as políticas, da imigração aos direitos. Há a necessidade de proteger e trabalhar para diminuir as desigualdades”, pontuou.

O tema dos migrantes é um dos pontos centrais do Pontificado de Francisco que, além de acolher famílias no próprio Vaticano, sempre cobra dos países ricos políticas de acolhimento mais humanas.