Agentes de endemias iniciam visitas do 2º LIRAa de 2022

Expectativa da Prefeitura é que três imóveis sejam vistoriados

Os agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) estão nas ruas de Ji-Paraná visitando imóveis para realizar o 2º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypt (LIRAa) de 2022. A Prefeitura de Ji-Paraná espera vistoriar até três mil imóveis, no período entre 20 de abril e 17 de maio.

O LIRAa é realizado de três a quatro vezes ao ano, para demonstrar a situação de bairros quanto ao índice de infestação. Ele serve para identificar o tipo de criadouro predominante e a quantidade de lixo-criadouro em cada local.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Sobrevivente - 970

O levantamento é realizado por meio de um sorteio, que determina os quarteirões a serem inspecionados pelos agentes de endemias em cada bairro. O índice abaixo de 1% é considerado satisfatório, entre 1 e 3,9%, é ligado o estado de alerta. Acima de 3,9%, o município entra em risco de infecção por Aedes.

Por meio do LIRAa, é possível classificar a situação de risco de epidemia, em cada região de Ji-Paraná, baseada no índice apresentado. O Aedes aegypti é o mosquito transmissor de doenças como dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela.

A Prefeitura de Ji-Paraná pede que toda a população também fique atenta aos cuidados para evitar a proliferação do Aedes e, consequentemente, o aumento de casos das doenças transmitidas pelo inseto.

“O mosquito precisa de pouco para se reproduzir. A água parada pode estar em vasos de plantas, cascas de ovos, tampinhas de garrafa, pneus, calhas e outros lugares que acumulam água. Nesses locais, o Aedes se reproduz e pode iniciar um novo foco”, explicou o diretor de Controle da Divisão de Endemias, Salatiel Alves Carneiro.