Ex-vereador que matou adversário por vingança é condenado a 15 anos

Nestor Valdir Saldanha foi condenado pela morte do então vereador João Mello Zeferino. Crime ocorreu no dia 17 de dezembro de 2002

O ex-vereador por São Francisco do Guaporé, Nestor Valdir Saldanha, foi condenado pelo Tribunal de Júri a 15 anos de prisão pela morte do então vereador João Mello Zeferino, crime ocorrido no dia 17 de dezembro de 2002.

O julgamento, realizado na quarta-feira (20/11), teve a acusação sustentada pela Promotoria da Comarca de São Francisco do Guaporé. O Conselho de Sentença acatou a tese do Ministério Público de que o crime foi cometido por motivo fútil, com recurso que impossibilitou a defesa da vítima, pois, além de estar desarmada, foi pega totalmente desprevenida pelo ataque do réu.

De acordo com o apurado, o denunciado e a vítima, ambos então vereadores de São Francisco de Guaporé, haviam disputado a eleição para presidência da Câmara de Vereadores daquela cidade. O denunciado procurava reeleger-se presidente, mas a vítima ganhou o pleito, o que originou o desejo de vingança por parte do vereador derrotado. No dia do crime, haveria a última sessão em 2002, presidida pelo denunciado. Este aguardou dentro do prédio da Câmara a chegada da vítima e, quando esta entrou no local, efetuou três disparos de arma de fogo que ocasionaram a morte de João Mello Zeferino.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Considerando que o acusado respondeu ao processo em liberdade, o Juízo concedeu-lhe o direito de recorrer da pena na mesma condição. O júri só foi realizado agora porque o réu estava foragido e só foi localizado no ano de 2016.