Cobras são encontradas nas ruas de bairro em Vilhena e amedrontam moradores

Além das cobras, aranhas e escorpiões são avistados com frequência na localidade; os moradores culpam a falta de limpeza dos terrenos baldios

Moradores do bairro Barão de Melgaço III, em Vilhena, estão apavorados com o aparecimento de cobras e outros animais peçonhentos nas ruas e quintais de suas casas.

Uma moradora do bairro enviou vídeos para redação do FOLHA DO SUL ONLINE do flagrante de duas cobras que foram encontradas por moradores recentemente naquela região da cidade. De acordo com a servidora pública, uma das serpentes teria sido avistada ontem, e a outra na manhã deste sábado, 03 de fevereiro.

Além disso, a moradora conta que são frequentes as “visitas” de outras espécies de animais peçonhentos, como aranhas e escorpiões. O site mostrou ambos os vídeos para o biólogo Rafael Fonseca, que identificou os ofídios como da espécie jararaca, a que mais causa acidentes no Brasil.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Conforme a denunciante, embora o bairro seja muito tranquilo, é comum ver crianças brincando nas ruas e o encontro com um uma cobra como as que foram localizadas ontem e hoje pode causar um incidente grave.

O entendimento dos moradores é o de que o excesso de terrenos baldios que não recebem a limpeza adequada acaba por atrair roedores, insetos e animais peçonhentos.

“O que nós queremos para a segurança nossa e dos nossos filhos é que os donos desses terrenos tomem providências e os mantenham limpos. E que a prefeitura olhe essa situação que, além desse perigo dos animais peçonhentos, acaba também resultando na proliferação de mosquitos transmissores da dengue, e pense em uma maneira de obrigar os proprietários a fazerem a limpeza dos seus lotes”, apontou.