Corpo de um dos dois irmãos que naufragaram no Rio Mamoré é encontrado

Corpo foi encontrado por um morador ribeirinho, no Rio Madeira. Segundo irmão ainda está desaparecido; buscas continuam.

O corpo de um dos dois irmãos, que desapareceram nas águas do Rio Mamoré após uma acidente com uma embarcação na noite da última quinta-feira (17), foi encontrado boiando na tarde de sábado (19) na zona rural de Nova Mamoré (RO), a mais de 50 quilômetros do local do naufrágio.

O acidente aconteceu no Distrito do Iata, localizado na zona rural de Guajará-Mirim (RO), a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho.

Acidente

Segundo a Polícia Militar (PM), o empresário Paulino Mendes Filho, de 45 anos, conhecido popularmente como “Nico”, estava em uma pescaria com o irmão e mais quatro pessoas, em duas voadeiras.

Nico, o irmão e mais um amigo estavam retornando para a margem quando a embarcação virou e afundou. Os três homens se agarraram em um galão e foram arrastados pela forte correnteza, mas somente um deles conseguiu ser resgatado com vida.

Acidente aconteceu na zona rural de Guajará-Mirim (RO) (Foto: Portal Guajará / divulgação )

Acidente aconteceu na zona rural de Guajará-Mirim (RO) (Foto: Portal Guajará / divulgação )

O ocupante que foi encontrado vivo relatou à PM e ao Corpo de Bombeiros que os três estavam conscientes o tempo inteiro e conversavam entre si, além de gritar por socorro. Já bastante cansado, ele contou que resolveu largar o galão e arriscar uma última tentataiva de nadar até a margem, já os dois irmãos continuaram segurando o galão e desceram rio abaixo.

Buscas

Os bombeiros iniciaram as buscas fluviais pelos dois irmãos ainda na noite de quinta-feira (17), porém nenhum deles havia sido encontrado até o final da tarde de sábado (19), quando um morador ribeirinho viu um corpo boiando no Rio Madeira e o trouxe até a margem, a aproximadamente 55 quilômetros de onde a voadeira afundou.

O corpo foi levado para o Hospital Regional de Guajará-Mirim, onde passou pela necropsia e depois foi liberado para a família. O empresário foi sepultado às 9h deste domingo (20) no Cemitério Municipal Santa Cruz.

Até o momento da publicação desta reportagem, o segundo irmão, Eugênio Mendes Neto, de 41 anos, ainda não havia sido encontrado. Familiares acompanham as buscas e aguardam notícias.