Polícia Civil divulga detalhes da prisão de suspeito de duplo homicídio

Desde o conhecimento do crime, nossos investigadores têm dedicado esforços incansáveis para elucidar os fatos

 Na data de 20/11/2023 a Delegacia Especializada na Repressão de Crimes Contra a Vida traz à sociedade um desdobramento significativo nas investigações do duplo homicídio ocorrido na zona rural do município de Ji-Paraná. Desde o conhecimento do crime, nossos investigadores têm dedicado esforços incansáveis para elucidar os fatos e responsabilizar os envolvidos perante a justiça.

O desenrolar da investigação revelou que o local do crime não possuía autorização para a venda de bebidas alcoólicas, tampouco para a realização do evento que culminou na tragédia. Múltiplos relatos da vizinhança rural foram documentados, evidenciando a perturbação causada pela festa ilegal.

Na fatídica noite, durante um apagão súbito, ocorreram tumultos, incluindo uma briga envolvendo indivíduos identificados como Marcos, Diego, Maurício, Raul, Jorge, Ramos, entre outros ainda não identificados. Testemunhas relataram que Marcos estava armado, resultando nos trágicos falecimentos de Raul e Jorge.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ramos, um dos envolvidos e presente na festa, foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos sobre os eventos. A partir desse ponto, iniciou-se uma investigação intensiva, incluindo consultas a bancos de dados e busca por endereços associados ao suposto infrator.

A conclusão das diligências nos conduziu à residência de Gislaine, namorada de Marcos. Após a obtenção de informações pertinentes, confirmamos que Marcos havia buscado refúgio em seu apartamento. A apreensão cresceu ao identificarmos a motocicleta de Marcos, reconhecida pelas iniciais de seu nome no tanque, estacionada à frente do edifício.

 Cercando o local com a colaboração de guarnições da Polícia Militar, anunciamos nossa presença. Embora Gislaine tenha inicialmente negado a presença de Marcos, autorizou a entrada em sua residência.

Durante a busca, encontramos evidências cruciais, incluindo dois aparelhos celulares e a carteira de Marcos, inusitadamente, dentro do fogão.
A surpresa se deu quando, após uma busca minuciosa, localizamos Marcos escondido atrás da caixa d’água.