DEGOLADO: Líder indígena da tribo Uru-Eu-Wau-Wau é assassinado a facada em Rondônia

A motocicleta que a vítima conduzia, uma Honda Pop 100 estava caída do outro lado da estrada onde o corpo estava caído.

FOTO: AAK

Um indígena da etnia Uru-Eu-Wau-Wau foi encontrado na manhã de sábado (18) caído às margens da rodovia RO-010, no distrito de Tarilândia, em Jaru (RO).

Segundo informações, a Polícia Militar de Tarilândia foi informada por populares que havia um corpo caído às margens da RO-010, próximo à Linha 625, a cerca de 8 quilômetros da sede do distrito de Tarilândia.

A motocicleta que a vítima conduzia, uma Honda Pop 100 estava caída do outro lado da estrada onde o corpo estava caído.

A vítima foi identificada como o professor Ari Uru Eu Wau Wau, 33 anos de idade, residia na Linha 621 e pertencia a aldeia localizada naquele distrito.

A Polícia Técnico-Científica também foi acionada e durante os trabalhos periciais encontrou uma perfuração na altura do pescoço, possivelmente de arma branca.

Segundo a nota da Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil), ele integrava o grupo de vigilantes e protetores do território do seu povo e estava ameaçado pelos criminosos responsáveis pelas invasões e devastações na região. Ainda não há informações sobre as circunstâncias e a autoria do crime.

“Não estamos expostos apenas ao coronavírus, os crimes cometidos por madeireiros, garimpeiros e grileiros seguem intensos violando nossos direitos e destruindo nossa natureza.”

A Apib destaca que o crime ocorre em um momento delicado para os povos indígenas, em que se busca “intensificar ações de proteção” por conta do risco de contaminação em meio à pandemia do coronavírus no Brasil.

“Não estamos expostos apenas ao coronavírus, os crimes cometidos por madeireiros, garimpeiros e grileiros seguem intensos violando nossos direitos e destruindo nossa natureza.”