Ji-Paraná: PM recupera veículo que foi comprado em Porto Velho por estelionatários

O fato ocorreu na última segunda-feira 04

Ji-Paraná: PM recupera veículo que foi comprado em Porto Velho por estelionatários

 No final da tarde de segunda-feira, dia 04, a Polícia Militar conseguiu recuperar um veículo que havia sido comprado por dois estelionatários que aplicaram o golpe do “Envelope Vazio”. A compra foi feita pelo site “OLX”.

De acordo com a Polícia, uma Guarnição do Ptran realizava patrulhamento de rotina pela Rua Brasiléia, no bairro Jorge Teixeira, 2º Distrito de Ji-Paraná, quando avistaram um carro com restrição de ROUBO/FURTO, guardado dentro do quintal de uma residência.

Um jovem se apresentou como sendo responsável pelo veículo e falou que pegou o carro empresta de um amigo.

ENVELOPE VAZIO

O golpe aconteceu em Porto Velho, no mês passado. Segundo a vítima, anunciou o veículo no site OLX e já no outro dia recebeu a visita de dois jovens que estavam interessados em comprar o veículo. Durante as negociações, os supostos compradores mostraram o comprovante do depósito no valor de R$ 25.500,00 e convenceram o proprietário a ir até ao cartório transferir o carro.

No outro dia, a vítima foi até ao banco sacar o dinheiro e descobriu que havia caído no golpe do “Envelope Vazio”. Imediatamente, ele foi até a Delegacia e registrou a ocorrência.

NÃO CAIA EM GOLPES – DICAS

A Polícia Civil de Ji-Paraná está trabalhando para identificar os criminosos e recuperar o prejuízo das vítimas e solicita a divulgação maciça do golpe, orientando as pessoas que estão negociando veículos no OLX que tenham atenção redobrada antes de efetuar qualquer depósito e adote algumas cautelas:

Evitar negociações via WhatsApp, sempre confirmando pessoalmente o número da conta do vendedor e, se possível, exigir que o mesmo repasse o número da conta em manuscrito, para que seja realizado exame grafotécnico se necessário;

Exigir conta bancária para transferência do valor em nome da pessoa em que o veículo tiver registrado;

Desconfiar de qualquer TED ou outros comprovantes de depósitos, confirmando pessoalmente com seu gerente se o dinheiro realmente caiu na conta;

Desconfiar de qualquer negociação em que outra pessoa que não seja a verdadeira compradora do veículo e de quando o comprador insinuar que vai mandar um funcionário ou amigo vistoriar o veículo e autorizar a transferência.