Servidora da Sedam que teve marido assassinado, também é morta a tiros

Assassino chegou de capacete, abriu a porta e disparou contra a vítima

a mulher identificada como Lucilene Costa, de idade não revelada, foi assassinada a tiros na manhã desta segunda-feira, 11, na cidade de Cerejeiras. O crime aconteceu no prédio da Sedam, onde a vítima trabalhava.

Segundo apurou no local do assassinato a reportagem do FOLHA DO SUL ON LINE, a servidora pública estava em sua sala, quando um homem que ainda estava de capacete abriu a porta e atirou várias vezes. Ele teria chegado em uma moto, mas ainda não há confirmação se havia outra pessoa envolvida no crime.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Poder 3 - 970

Após matar a mulher, o assassino fugiu e não há pistas sobre a identidade do autor ou a motivação do homicídio.

Não foi informada, ainda, a quantidade de tiros que atingiram Lucilene, que morreu sentada em sua cadeira.

Em maio deste ano, o marido da funcionária pública também morreu assassinado a tiros em Cerejeiras, mas só as investigações irão dizer se um crime está relacionado ao outro.