Governador Marcos Rocha destaca ação integrada entre Governo do Estado de Rondônia e Governo Federal

O Centro Integrado de Comando e Controle do Estado de Rondônia inaugurado ontem (29) é composto por salas de gerenciamento de crises e de apoio a trabalhos

Rondônia fez parte da comemoração do marco dos mil dias da atual gestão do Governo Federal realizada nesta quarta-feira (29). O presidente da República, Jair Bolsonaro, por videoconferência, conferiu as entregas feitas para benefício da população rondoniense. O Estado foi contemplado com a inauguração do Centro Integrado de Comando e Controle, lançamento do Painel de Fogo e entrega do Inventário Florestal.

O ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, representou presencialmente o presidente, no evento realizado no Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), em Porto Velho, sendo recepcionado pelo governador de Rondônia Marcos Rocha.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Poder 3 - 970

Ministro da Defesa participou do evento on-line ao lado do governador Marcos Rocha

‘‘Trabalhamos lado a lado com o Governo Federal, e juntos buscamos soluções para o Brasil. Nosso Estado tem recebido um excelente apoio da União, exemplo disso foi o recente emprego da Força Nacional no combate a ilícitos rurais, e ficamos felizes de celebrar esses mil dias com entregas importantes para Rondônia’’, afirma o governador.

O ministro pontuou que os mil dias da atual gestão é um momento de prestar contas à população em todos os estados quanto aos feitos do Governo Federal. Destacou que muito mais há de ser feito pelo povo brasileiro, pois a equipe segue focada na missão de transformar o Brasil, em um país melhor, comprometido com as famílias brasileiras, preservando valores e tradições, conduzindo um país de forma séria, honesta e sem casos de corrupção.

‘‘Celebramos os mil dias com desafios vencidos, sonhos dos brasileiros concretizados e muito trabalho. Em Rondônia, a atenção do Governo Federal atingiu expressivos resultados com a atuação das forças armadas na região, e também culminando no Centro Integrado de Comando Regional, no Painel de Fogo e no Inventário Florestal do Estado’’, avaliou o ministro.

CENTRO INTEGRADO DE COMANDO E CONTROLE

O Centro Integrado de Comando e Controle do Estado de Rondônia inaugurado hoje (29) é composto por salas de gerenciamento de crises e de apoio a trabalhos administrativos, e dará suporte ao policiamento preventivo. O investimento do Governo Federal em parceria com o Governo Federal foi de aproximadamente R$ 2,5 milhões.

Conforme o secretário de Operações Integradas (Seopi) do Ministério da Justiça, Alfredo Carrijo, o Centro possibilitará além da integração do Centro de Comando e Controle Nacional, a constante utilização de equipes especializadas, intensificando a integrando dos órgãos que compõe a Segurança Pública no combate ao crimes organizado e tráfico de drogas, assim como defesa das fronteiras.

PAINEL DO FOGO

Avançando com a transparência de dados ambientais e na defesa da maior biodiversidade do país, o Governo Federal lançou o Painel do Fogo, onde os focos de calor estão concentrados de uma forma ainda mais inteligente, em uma única plataforma.

De acordo com o diretor-geral do Censipam em Brasília, a ferramenta permite que aqueles que trabalham na linha de frente no combate a queimadas e incêndios possam atuar com precisão e otimização do efetivo.

A princípio, o painel contempla a Amazônia, onde Rondônia está incluído e o Pantanal, mas deve gradativamente contemplar os demais biomas.

A plataforma possui como diferencial uma camada a mais de inteligência onde é analisado se o evento de fogo tende a se extinguir ou evoluir, o que permite estabelecer prioridades e ter resultados mais efetivos.

INVENTÁRIO FLORESTAL DO ESTADO

O Inventário Florestal do Estado faz parte do principal levantamento dos recursos florestais de Rondônia. Foram identificadas 35 mil plantas em 422 pontos de coleta, e entrevistados aproximadamente 1,5 mil moradores rurais próximos às florestas.

O instrumento é considerado essencial para o desenvolvimento da bioeconomia da base florestal na Amazônia. O diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Pedro Neto, traz um mapeamento zoobotânico, da geologia e até conhecimento da interação do homem com a floresta.

‘‘A economia florestal em Rondônia é privilegiada, pois tem 53% do seu território coberto por florestas, o que representa mais de cinco bilhões de toneladas de carbono, é um grande patrimônio’’, considera Pedro Neto.