Manifestantes fazem bloqueio em 8 pontos da BR-364 em Rondônia

Bloqueios acontecem em Porto Velho, Cacoal, Ji-Paraná, Ouro Preto, Candeias, Jaru, Cujubim e Presidente Médici. Ações são em apoio às manifestações ocorridas em 7 de setembro.

Bloqueios são registrados na BR-364 em Rondônia nesta quinta-feira (9).

De acordo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os atos acontecem em Porto Velho, Cacoal, Ji-Paraná, Ouro Preto, Candeias, Jaru, Cujubim e Presidente Médici.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Poder 3 - 970

Na maioria dos locais, apenas carros pequenos, veículos de emergência e cargas de alimentos perecíveis estão tendo o trânsito liberado pelos manifestantes.

Veja abaixo os pontos de bloqueios das manifestações em Rondônia:

  • Jacy-Paraná (distrito de Porto Velho): Fechamento da rodovia no KM 789. Sem informações do tipo de fluxo.
  • Cacoal: bloqueio no km 234, entre a região metropolitana e o bairro riozinho, zona rural. No local, os organizadores bloquearam o sentido crescente da pista com pneus, cones e latas de diesel. De acordo com a PRF, os manifestantes estão realizando uma espécie de ‘Pare e Siga’ para evitar congestionamentos.
  • Candeias do Jamari: bloqueio no KM 691 (entre Candeias e Porto Velho). Trânsito liberado apenas para carros de pequeno porte, veículos de emergência, de carga viva e de carga perecível.
  • Ji-Paraná: bloqueio na região do Anel Viário, km 337. Carros de passeio, emergência, carga viva e perecível estão passando.
  • Ouro Preto do Oeste: bloqueio no KM 387. Cerca de 15 caminhões realizando bloqueio, sentido crescente, Trânsito Liberado para Veículos de passeio, de emergência, ônibus , perecíveis e carga viva.
  • Jaru: bloqueio no Km 425. Fechamento da rodovia. Sem informações do tipo de fluxo.
  • Cujubim: bloqueio no km 563 Veículos de passeio, cargas vivas e perecíveis, produtos perigosos e veículos de emergência podem trafegar livremente.
  • Presidente Médici: bloqueio no km 305, no trevo de acesso à BR-429. Veículos de passeio, cargas vivas e perecíveis, veículos de emergência podem trafegar livremente.

Em Vilhena, segundo a PRF, há um ponto de concentração de caminhoneiros e o protesto é feito às margens da rodovia, ou seja, sem bloqueio da pista. O fluxo segue mantido na faixa esquerda.