Marcos Rocha anuncia comissão do agro para regularização fundiária em Rondônia

O Governador Marcos Rocha atendeu na segunda-feira, 1, representantes do agronegócio rondoniense no Palácio Rio Madeira – Sede do Governo em Porto Velho para uma troca de ideias voltadas ao fortalecimento das políticas públicas do Poder Executivo em benefício do setor. O Governador proporcionou a oportunidade de os participantes apresentarem propostas de novos investimentos ao setor produtivo e ao mesmo tempo explicou os desafios que a administração pública enfrenta em todos os sentidos, além de apresentar os avanços obtidos no curso de sua gestão.

Durante o encontro, ficou constatado que a preocupação do Governador em aplicar medidas urgentes para acelerar o processo de regularização fundiária é também a principal reivindicação do grupo que esteve reunido com o Poder Executivo na tarde desta segunda-feira. Marcos Rocha propôs a criação de uma comissão estadual consultiva por meio da qual o Governo e setores do agronegócio estarão alinhados no mesmo sentido. “Eu sempre estou à disposição do agronegócio de Rondônia porque o setor é uma das bases desta gestão e da economia do Estado. Estamos fazendo tudo o que o Governo pode para ampliar os investimentos para incentivar o setor e agora chegou a vez de fomentar ainda mais o processo de regularização fundiária”, comentou o Governador após o encontro.

Ainda segundo Marcos Rocha, o foco neste momento é garantir a segurança jurídica das famílias do campo para que possam investir nas propriedades. “Com terra regularizada, o produtor consegue mais crédito e consequentemente impulsiona sua produção. Todo mundo sai ganhando com isso, pois há mais recurso em circulação na economia, mais geração de emprego, renda e oportunidades”, destacou o chefe do Poder Executivo.    Rondônia vem se destacando positivamente no agronegócio com o apoio e o empenho do Governo de Rondônia, que não tem medido esforços para fomentar novas culturas e ampliar o desenvolvimento socioeconômico do Estado. “Hoje somos referência na produção de café, cacau, soja, milho, leite e seus derivados e principalmente na pecuária. O Estado tem feito sua parte nesse sentido e com essa soma de esforços vamos avançar ainda mais”, arrematou o Governador.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE