Onda de ataques a agentes penitenciários é registrada no Cone Su

Três ataques à tiros foram registrados em Vilhena e Colorado do Oeste.

Uma possível onda de ataques aos agentes penitenciários, conhecidos como “policiais penais” está sendo registrada no Cone Sul do estado de Rondônia, sendo que da noite de domingo, 09, até às 13 horas desta segunda-feira, 10 de Agosto, três ataques à tiros foram registrados em Vilhena e Colorado do Oeste.

Na noite de domingo, 09, o policial penal André Borges Mendes, 32 anos, foi friamente executado com três tiros pelas costas, no pátio de um posto localizado na avenida Major Amarante, no Centro de Vilhena/RO, ocasião em que um rapaz de 27 anos, que estava ao lado do agente, também foi baleado na perna e uma garota de 17 anos acabou atingida de raspão no pé, no momento em que André tentou reagir a ação e efetuou disparos. (VEJA)

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
COVID 970x250

Após André ser morto, sua arma desapareceu do local do crime, o que indica, que alguém tenha furtado a arma de fogo após a execução do agente penitenciário. André atuava no presídio Cone Sul.

Passadas algumas horas da morte de André Borges, outro atentado à tiros, na casa de dois irmãos, que são agentes penitenciários, foi registrada na cidade de Vilhena/RO.

Os agentes, que são irmãos, alegaram que um deles atua no presídio de Colorado do Oeste e o outro na Colônia Penal de  Vilhena, e que ao chegarem em casa, constataram que os vidros da porta blindex havia sido destruído por disparos de arma de fogo.

Equipes da Polícia Militar foram acionadas e isolaram a área para perícia da Polícia Técnico-Científica (POLITEC), que encontrou seis fragmentos de munição de calibre 38.

Ataque em Colorado do Oeste

Já no início da tarde desta segunda-feira, 10 de Agosto, outro ataque à tiros foi registrado na casa de um agente penitenciário, na cidade de Colorado do Oeste, inde disparos atingiram a casa do policial penal.

A Polícia Militar daquela cidade isola a área para perícia da Polícia Técnico-Científica (POLITEC) e as equipes da Divisão de Homicídios da Polícia Civil já estão no encalço dos criminosos, investigando os fatos para saber os ataques tem alguma ligação, para que os infratores sejam identificados e presos.

A reportagem do jornal Rota Policial News acompanha todos os detalhes destes ataques e trará matérias atualizadas conforme os fatos forem sendo descobertos.