Acusado de vários crimes atira em policiais militares e acaba preso

A equipe do sargento PM Gusmão foi acionada pelo CIOP – Centro Integrado de Operações Policiais, hoje, 26, por volta das 8 horas, para atender a uma ocorrência, a princípio de disparo de arma de fogo, porém resultou em uma tentativa de homicídio, na Rua Rua Arruda Fontes, Bairro Agenor de Carvalho, em Porto Velho. Os acusados Carlos André da Silva Nogueira ( por tentar atrapalhar o trabalho da Polícia Militar) e Thiago Juliano França da Silva, 33, encaminhados e Central de Flagrantes. Foram vítimas Francisco V. A., e Clebert N..

Gusmão relatou que ele e os policiais militares Valderi e Nogueira em patrulhamento de rotina receberam informações de que na Rua Raimundo Cantuaria com Rua 9, havia um indivíduo efetuando disparos de arma de fogo. Antes, os policiais militares localizaram Thiago, vulgo (Tapuru) na Rua Raimundo Cantuaria com Rua 11. Este, quando avistou a guarnição não atendeu a voz de parada, e sacando de uma arma calibre 38 efetuou dois disparos contra a guarnição que de imediato revidou a injusta agressão, atingindo o criminoso na perna esquerda na altura do joelho, que de imediato caiu ao chão e foi desarmado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Mesmo tendo disparado contra os policiais militares, estes levaram “Tapurú” de imediato para atendimento no Hospital João Paulo II, para receber os primeiros socorros, onde ficou sobe os cuidados médico.

Crimes

de acordo com o sargento PM Gusmão contra Thiago que há dez anos estava foragido do sistema penitenciário, constava um Mandado de Prisão. Ele, segundo Gusmão é acusado de três homicídios.

No momento da ação policial o conduzido Carlos chegou tentando atrapalhar o serviço da Policia Militar querendo arrebatar o conduzido Thiago (Tapuru). Diante dos fatos foi dada voz de prisão aos conduzidos, dito seu direitos constitucionais e encaminhados, Carlos a Central de Flagrantes, e Thiago (Tapuru) ao JP II onde ficou sobe os cuidados médicos e a custódia dos agentes penitenciários.
Fonte: PM