Atuação firme na “Operação Carnaval” resulta em recaptura de foragidos da Justiça, em Porto Velho

Foram recapturados três foragidos e recolhidos seis indivíduos que estavam em desconformidade com cumprimento de regras da Justiça.

Intensificando estratégias de patrulhamento e monitoramento, o Governo de Rondônia desenvolveu a “Operação Carnaval”, que reforçou as ações de segurança durante os eventos carnavalescos, em Porto Velho. Ações integradas da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec),  resultaram em nove prisões durante o desfile de blocos carnavalescos da região central da Capital.

Conforme balanço apresentado pela Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), durante a operação ocorreram as recapturas de três foragidos e o recolhimento de seis indivíduos que estavam em desconformidade com cumprimento de regras da Justiça.

Ações também desenvolvida pela Polícia Penal durante “Operação Carnaval”

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O efetivo da operação contou com atuação da Polícia Penal do Estado de Rondônia por intermédio do Grupo de Ações Penitenciárias Especiais, coordenado pela Gerência Especializada em Operações Penais (Geop) e da Unidade de Monitoramento Eletrônico (Umesp); Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Técnico-Científica (Politec), que utilizaram a tecnologia de reconhecimento facial para identificar suspeitos.

O secretário da Sejus, Marcus Rito, afirmou que “com o investimento do Governo do Estado na tecnologia de reconhecimento facial, o trabalho da Polícia Penal foi fortalecido de forma significativa, facilitando a identificação de indivíduos que estejam com algum tipo de restrição judicial; o resultado é mais segurança para população”, finalizou.

OPERAÇÃO CARNAVAL

A “Operação Carnaval” foi desencadeada logo no início das festividades carnavalescas e com um cronograma de atuação em blocos específicos da Capital e ação integrada das forças de segurança. Nos dias 2, 3 e 4 de fevereiro, foram recapturados seis pessoas em situação de descumprimento das normas do regime semiaberto e dois foragidos da Justiça.