Bar que escondia clientes é fechado na quarta noite da “Operação Alerta” em Porto Velho

Ao todo, 72 estabelecimentos foram visitados. Operação ultrapassa a marca de 3.500 fiscalizações desde dezembro de 2020.

Na quarta noite da “Operação Alerta” em Porto Velho, 72 estabelecimentos foram visitados pela Patrulha Covid-19 do Governo de Rondônia e entre eles, um bar que escondia clientes no fundo do estabelecimento foi fechado. Fiscalizações aconteceram na noite de terça-feira (9).

Segundo o governo, dos 72 locais visitados, 52 estavam sem funcionamentoVeja o balanço da quarta noite de operação:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE 970x250

  • Um estabelecimento orientado;
  • Um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) lavrado;
  • Duas empresas notificadas;
  • Dois estabelecimentos interditados;

 

Além disso, três grupos de pessoas foram flagradas aglomerando nos bairros da capital rondoniense. Entre os casos registrados, cerca de 20 pessoas aglomeravam em uma reunião familiar.

Números totais

 

Bar que escondia clientes é fechado em Porto Velho, na quarta noite de Operação Alerta — Foto: Divulgação/Frank Néry
Bar que escondia clientes é fechado em Porto Velho, na quarta noite de Operação Alerta — Foto: Divulgação/Frank Néry

As fiscalizações realizadas pela “Patrulha Covid-19” somam mais de 3.500 na capital. De acordo com o governo, elas estão sendo realizadas desde o dia 11 de dezembro de 2020, com o objetivo de conter aglomerações em locais públicos.

A “Operação Alerta” acontece com o apoio da Polícia Militar (PM), Polícia Civil, Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Programa de Orientação e Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Superintendência Estadual de Comunicação (Secom) e representantes da Prefeitura de Porto Velho (Departamento de Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Fazenda, Secretaria Municipal de Saúde e Subsecretaria Municipal de Serviços Básicos).

Como denunciar?

 

Locais que promovem aglomerações são fechados em Porto Velho — Foto: Divulgação/Frank Néry

Locais que promovem aglomerações são fechados em Porto Velho — Foto: Divulgação/Frank Néry

Segundo o governo, “para conter as aglomerações em locais públicos, a “Operação Alerta” conta com a ajuda da sociedade para denunciar os casos de desobediência ao ato normativo estadual”.

A população deve denunciar qualquer descumprimento do decreto de calamidade pública que possa causar a disseminação do coronavírus, através dos telefones: 190, 193 e 197.