Servidor de presídio federal é preso após dar soco em uma policial de Porto Velho

Suspeito foi preso e levado à Central de Polícia de Porto Velho (Foto: Jonathan Lins)

Suspeito agrediu a policial ao tentar resistir a prisão por poluição sonora. Batalhão da PM ambiental constatou que volume do som do servidor estava acima do permitido.

Um homem de 34 anos, que é servidor do presidio federal, foi preso após agredir uma policial militar em um condomínio do Bairro Esperança, neste domingo (25), em Porto Velho. A agressão ocorreu depois que o suspeito estava sendo detido por poluição sonora no local. Uma mulher e mais dois homens também foram presos ao tentar atrapalhar a prisão do amigo.

Segundo o boletim de ocorrência, a PM foi ao condomínio e pediu para conversar com os suspeitos, mas como eles não baixaram o volume do som, o Batalhão da PM Ambiental foi chamado para medir o volume do aparelho de som e constatou que estava a 36,57 decibéis acima do permitido para o horário.

Os policiais pediram para falar com o dono do som. Ao ser apresentar, o servidor do presídio federal recebeu voz de prisão por poluição sonora.

O homem resistiu e começou a se exaltar. Em dado momento, ao ser contido por policiais, ele deu um soco no braço de uma policial que realizava a prisão dele.

Em seguida, três amigos do suspeito que estavam no local tentaram impedir que ele fosse preso e também receberam voz de prisão por atrapalhar o trabalho da polícia.

Os quatro suspeitos foram presos e levados para a Central de Flagrantes da capital.

Os amigos do servidor público trabalham com ele, exceto a mulher que trabalha no Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO).

A policial que foi agredida relatou que sentia ardência no local onde levou um soco. Ela não precisou de atendimento médico.

Fonte: G1 RO