Taxista é preso por tráfico de drogas em RO; clientes chamavam delivery de ‘Táxi da Alegria’

Maconha e cocaína foram achadas dentro do táxi. Flagrante foi feito no bairro Nova Esperança, em Porto Velho.

Um taxista de 38 anos foi preso por usar o próprio veículo para entregar maconha cocaína em Porto Velho. O flagrante foi feito pelo Departamento de Narcóticos (Denarc) no bairro Nova Esperança, zona norte de Porto Velho, na tarde de terça-feira (24).

Segundo a Polícia Civil, o veículo usado pelo motorista para fazer o delivery de droga era chamado pelos clientes como “Táxi da Alegria“. O nome do taxista não foi divulgado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE Poder 3 - 970

A ação para combater o tráfico foi autorizada pela Justiça e inicialmente o objetivo era cumprir mandados de busca e apreensão em duas casas, sendo uma delas do taxista.

Durante o cumprimento dos mandados, os agentes encontraram várias porções de cocaína oxidada, pedra oxi e maconha (algumas dentro do táxi), além de uma grande quantia em dinheiro.

Na residência do outro suspeito investigado foi apreendida uma pistola calibre 380 (municiada), balança, sacos plásticos e insumos para misturar o entorpecente.

Arma foi apreendia na casa do segundo suspeito investigado — Foto: PC-RO/Reprodução
Arma foi apreendia na casa do segundo suspeito investigado — Foto: PC-RO/Reprodução

“A ação policial resultou na prisão de dois homens, sendo o taxista de 38 anos e um outro homem, de 31 anos”, diz o Denarc.

Segundo a polícia, as investigações apontam que o taxista usava o veículo para traficar drogas na capital de Rondônia e fazer as respectivas entregas.

O taxista foi levado ao Sistema prisional. Se condenado, pode pegar uma pena de reclusão de 5 cinco a 15 quinze anos.

Policiais também apreenderam grande quantidade em dinheiro — Foto: PC-RO/Reprodução
Policiais também apreenderam grande quantidade em dinheiro — Foto: PC-RO/Reprodução