Marcos Rocha destaca ações desenvolvidas pela Agevisa na prevenção e enfrentamento de doenças

A Agevisa tem como objetivo buscar a qualidade de vida a população de Rondônia também com ações de prevenção

No cenário da saúde em Rondônia, diversas campanhas e ações destacaram-se em 2023, refletindo o compromisso de enfrentamento de diferentes desafios. Ao longo do ano a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) desenvolveu ações, com destaque para os meses temáticos de mobilização estadual, a começar pelo “Janeiro Roxo”, que marcou a intensificação do combate à hanseníase, esclarecendo à população que a doença tem cura. Foram distribuídos cerca de 150 mil testes rápidos para o apoio ao diagnóstico da hanseníase no Sistema Único de Saúde (SUS).

Outras campanhas de intensificação da prevenção e enfrentamento de doenças foram desenvolvidas mensalmente pela Agência sobre as infecções sexualmente transmissíveis no mês de fevereiro; tuberculose em março; Julho Amarelo, mês de combate às hepatites virais; Setembro Amarelo, combate ao suicídio; Outubro Verde, combate à sífilis e sífilis congênita; e Dezembro Vermelho, combate ao HIV/Aids.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O governador Marcos Rocha destaca que, “as importantes áreas da saúde pública e ações desenvolvidas pela Agevisa visam atender a necessidades das populações. A Agevisa tem desenvolvido um trabalho dinâmico. Além de defender a saúde e a valorização da vida, tem um papel muito eficaz nas ações capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde”, disse.

SAÚDE NAS ESCOLAS

O Governo de Rondônia intensificou a vigilância em saúde nas escolas públicas com ações sobre os riscos do tracoma, doença ocular, comumente confundida com a conjuntivite, que pode levar à cegueira. Foram mais de 10.940 crianças examinadas.  E ainda, a campanha Vacina na Escola iniciada em maio deste ano em três escolas públicas estaduais e municipal de Porto Velho teve como resultado, em um único dia, 1.282 doses aplicadas de vacinas de rotina e campanha. A campanha seguiu nos municípios de Rondônia.

CAMPANHAS DE VACINAÇÃO

O Governo do Estado está continuamente em campanha de vacinação seguindo as realizadas em nível nacional e promovendo campanhas estaduais. Orienta aos municípios a aproveitarem todas as oportunidades vacinais como estratégia para melhorar a cobertura e atualizar a caderneta de vacina.

Em novembro, a Agevisa distribuiu mais de 400 mil doses de vacina contra o vírus influenza (gripe) aos 52 municípios. Devido ao aumento do número de casos no Estado, a previsão é de que mais de meio milhão de pessoas sejam imunizadas até abril de 2024. A Agevisa, lançou no início de outubro a Campanha Vacinação Sem Fronteira, uma grande mobilização de multivacinação em todos os 52 municípios do Estado, além de distritos, vilas e comunidades tradicionais. A Agência deu suporte especial a 18 municípios, dentre os quais se incluem fazem fronteira com a Bolívia, e outros, onde têm sido registradas as menores coberturas vacinais desde 2020.

A campanha se desenvolveu do dia 1º a 12 de outubro, exceto em Guajará-Mirim, onde, devido a um surto de coqueluche registrado no lado boliviano, o Ministério da Saúde emitiu um alerta para que fossem adotadas medidas excepcionais para evitar a introdução da doença no Brasil. Nesse sentido, 43.546 doses de vacina foram aplicadas durante a ação.

VACINAÇÃO PREMIADA

A estratégia das campanhas de vacinação em Rondônia, principalmente o sucesso alcançado com as coberturas na faixa de fronteira com a Bolívia, incluindo comunidades indígenas, quilombolas, ribeirinhas e extrativistas, foi exibida a todo o país, em evento organizado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

As práticas desenvolvidas pela Agevisa foram apresentadas entre as experiências exitosas alcançadas pelos estados, cujo objetivo foi a recuperação das coberturas vacinais e a reconstrução do Programa Nacional de Imunização.

A estratégia de vacinação foi apresentada nacionalmente

Uma dessas práticas foi a criação dos selos ouro, prata e bronze para classificar e premiar municípios que se destacam nas metas propostas pelas campanhas de vacinação, como estratégia de enfrentamento às baixas coberturas vacinais. No ano de 2023, 17 municípios alcançaram a cobertura vacinal sendo premiados com selo ouro e seis com selo prata.

AGEVISA EM AÇÃO

Com diversos tipos de atendimentos em saúde, além de atividades físicas e de lazer, o projeto Agevisa em Ação tem como objetivo levar diretamente à população ações de Vigilância em Saúde.

DEZEMBRO VERMELHO

No dia 1º de dezembro, a Agevisa lançou a campanha Dezembro Vermelho, com o intuito de promover uma grande mobilização estadual na luta contra o vírus HIV, Aids e outras IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis). A campanha chamou a atenção da população para a prevenção, assistência e proteção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV.

Este ano a campanha buscou incentivar as pessoas a procurarem fazer o teste rápido ou mesmo o autoteste e focou no uso de medicamentos de nova geração (PrEP) que evitam a contaminação pelo vírus HIV. Como incentivo, a Agevisa realizou a Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical do HIV e Sífilis. O objetivo é aprimorar as ações de prevenção, de diagnóstico, de assistência e de tratamento das gestantes, parcerias sexuais e crianças, qualificando a vigilância epidemiológica e os sistemas de informação, monitoramento e avaliação contínua das políticas públicas voltadas à eliminação da transmissão vertical da sífilis e do HIV.

Os critérios para certificação envolveram indicadores de impacto, como incidência de sífilis congênita, incidência de infecção pelo HIV em crianças. Foram 38 municípios que receberam Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical do HIV, 27 para sífilis; sete premiados com selo ouro, sendo um para HIV e sete para sífilis; quatro municípios receberam selo prata, sendo quatro para HIV e dois para sífilis; e um município recebeu selo bronze para Sífilis.