Rondônia tem 116 pacientes à espera de leito de UTI, um novo recorde de fila

Situação é ainda mais crítica na cidade de Ariquemes, onde dois pacientes morreram na UPA enquanto aguardavam leitos de UTIs no Centro de Afecções Respiratórias.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que há 116 pacientes na fila de espera por leito de UTI. Os dados correspondem aos números divulgados até 16h (local) desta segunda-feira (8). Esse é o maior número de espera por vaga em UTI.

A situação é crítica não só na capital Porto Velho, mas também em Ariquemes, onde dois pacientes morreram na UPA enquanto aguardavam leitos de UTIs no Centro de Afecções Respiratórias (CAR).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Banner ALE 970x250

Ainda segundo indica o Painel Covid, 12 hospitais de Rondônia seguem com os leitos de UTIs 100% ocupados e isso faz a fila de pacientes aumentar.

As unidades de saúde com 100% de lotação são:

  1. Hospital Adamastor Teixeira de Oliveira – Vilhena
  2. Centro de Afecções Respiratórias – Ariquemes
  3. Hospital de Campanha Zona Leste – Porto Velho
  4. Hospital Cândido Rondon (HCR) – Ji-Paraná
  5. Hospital de Campanha- Porto Velho
  6. Hospital do Amor- Porto Velho
  7. SAMAR – Porto Velho
  8. Cemetron – Porto Velho
  9. Hospital Regional – São Francisco do Guaporé
  10. Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro (HB) – Porto Velho
  11. Hospital Urgência e Emergência (Heuro) – Cacoal
  12. Hospital Regional – Cacoal

 

Na tarde de domingo (7), o estado tinha 85 pacientes esperando por leito de UTI, e nesta segunda subiu para 116.

Macrorregiões

 

Em relação sobre as UTIs das macrorregiões, na tarde desta segunda-feira a situação era a seguinte:

  • A macrorregião I está com 97,3% das UTIs ocupadas
  • A macrorregião II tem 98,5% de ocupação de UTIs

 

Já quanto aos leitos clínicos (enfermarias), a situação também segue em alerta nas duas esferas:

  • A macrorregião I registra 82% dos leitos clínicos ocupados
  • A macrorregião II tem 71% de ocupação em todas enfermarias