Rondônia vai transferir pacientes com Covid-19 para outros estados, diz governador

Ainda não foi anunciada data para o início das transferências. O sistema de saúde de Porto Velho já está em colapso.

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha (Sem Partido), disse que vai transferir para outros estados os pacientes com Covid-19 que estão na fila de espera por um leito de UTI. A declaração foi feita durante uma live no Facebook na noite do sábado (23). Ainda não foi anunciada data para o início da transferência, nem quantos pacientes serão levados.

Segundo o governador, durante o sábado ele e equipe passaram o dia em tratativas com o Ministério da Saúde para garantir a mudança desses pacientes de Rondônia para outros hospitais federais do país.

“Nós mandamos o documento [para o Ministério da Saúde], todo trabalho está sendo desenvolvido para que isso aconteça [transferência] e para que nós possamos salvar vidas”, disse Marcos Rocha durante a live.

A partir disso, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) deve se encarregar dos trâmites necessários para o início do processo de transferência.

Em nota, o governo informou que há leitos de UTI disponíveis, porém o estado não dispõe de médicos para que os leitos possam ser utilizados.

Entretanto, de acordo com dados da própria Sesau, atualizados no último sábado, pelo menos 12 hospitais estão com 100% de taxa de ocupação de leitos de UTI. São eles: Hospital Municipal Sandoval de Araújo Dantas em Jaru, o Hospital Municipal de Ji-Paraná e o Hospital Cândido Rondon também em Jipa, o Hospital Regional de Cacoal (HRC), Hospital Urgência e Emergência Cacoal (Heuro), Hospital Regional em São Francisco do Guaporé.

Em Porto Velho estão lotados todos os hospitais campanha, a Assistência Médica Intensiva (AMI), o Hospital de Base, o Samar e o Cemetron. O prefeito da capital, Hildon Chaves, se pronunciou dizendo que o sistema de saúde do município está em colapso.

Em Vilhena, o Hospital Adamastor Teixeira de Oliveira está com 85% de taxa de ocupação e em Ariquemes, o Centro de Afecções Respiratórias (CAR) chegou aos 85,71% de ocupação.

Chegada de nova vacina

 

Durante a live o governador também comemorou a chegada das novas doses da vacina contra Covid-19 ao estado.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde liberaram a lista de doses que serão enviadas a cada estado da vacina de Oxford neste domingo (24). Rondônia deve receber 13 mil.

O primeiro carregamento com 2 milhões de doses da vacina feita com a farmacêutica AstraZeneca e produzidas no Instituto Serum, na Índia, chegou ao Rio de Janeiro na noite de sexta-feira (22), depois que o governo indiano autorizou as exportações comerciais do imunizante.

2 milhões de doses da vacina de Oxford desembarcam no aeroporto de Guarulhos, em SP, nesta sexta-feira (22). — Foto: REUTERS/Amanda Perobelli
2 milhões de doses da vacina de Oxford desembarcam no aeroporto de Guarulhos, em SP, nesta sexta-feira (22). — Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

2 milhões de doses da vacina de Oxford desembarcam no aeroporto de Guarulhos, em SP, nesta sexta-feira (22). — Foto: REUTERS/Amanda Perobelli