Sobreviventes do trágico acidente na BR-364 chegam na capital; veja o vídeo

Um bebê de uma semana de vida e uma criança de um ano e quatro meses estão entre as vítimas fatais

Os sobreviventes do trágico acidente ocorrido na BR-364, nas proximidades do posto de fiscalização da Tucandeira, na tarde desta sexta-feira (22), chegaram a Rio Branco por volta das 22h. Adriana Pereira Cunha e o motorista da caminhonete, Gilson Ferro Botão, foram os únicos sobreviveram. Eles deram entrada no Pronto-Socorro de Rio Branco.

Segundo informações médicas iniciais, ambos estão conscientes, sem fraturas expostas, porém Adriana Pereira apresentava um hematoma no rosto, enquanto Gilson Ferro Botão queixava-se de dores abdominais. Os sobreviventes foram recebidos por familiares e amigos no hospital.

O acidente teria acontecido quando Gilson Ferro Botão, condutor da caminhonete, teria tentado desviar de um buraco na pista, resultando em uma colisão frontal com o táxi, que seguia em direção oposta.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No táxi estavam Waldizio Pinheiro da Silva, condutor do veículo, acompanhado por duas mulheres identificadas como Adriana Pereira Cunha, de 38 anos, e Kerly Silva, além de duas crianças:um bebê com apenas uma semana de vida e outra com um ano e quatro meses.

O impacto do acidente foi tamanho que três pessoas morreram na hora, incluindo o bebê, que foi arremessado do veículo. Apenas Adriana Pereira Cunha conseguiu sobreviver.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local para os procedimentos de investigação e a equipe do Instituto Médico Legal (IML) realizou a remoção e liberação dos corpos das vítimas fatais.

Veja o vídeo