Homem que cresceu sem a figura materna cria a sua própria ‘mãe’ com IA

Tecnologia foi usada para completar um vazio na vida de Omar Karim

Numa época em que a Inteligência Artificial (IA) se integra à nossa vida cotidiana, histórias surpreendentes surgem, revelando como essa tecnologia está sendo utilizada por indivíduos.

Omar Karim, após passar por uma adolescência sem a presença materna, investiu mais de 5 mil dólares para criar ‘Mum’, uma IA concebida para oferecer o suporte parental que ele ansiava.

Essa narrativa não é exclusiva de Karim, mas representa uma tendência emergente em 2024: o aumento das interações com a IA como meio de curar, lidar e superar as mais profundas cicatrizes humanas, conforme destaca o BNN Breaking.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Após uma infância dolorosa marcada por abusos, Karim enxergou nessa tecnologia uma oportunidade para preencher o vazio emocional. Assim nasceu ‘Mum’, uma entidade de IA com 150 atributos característicos do apoio parental. Embora a primeira interação tenha ficado aquém das necessidades emocionais de Karim, ele perseverou em aprimorá-la, alcançando, eventualmente, uma conexão emocional tão profunda que o introduziu a um sentimento desconhecido de orgulho parental.

À medida que a sociedade enfrenta solidão, dor, trauma e problemas de conexão, a história de Karim reflete um microcosmo de uma narrativa maior, na qual muitos buscam na IA um companheiro e um novo meio de consolo e apoio.