Nasa cria tecnologia que purifica até 98% da água em xixi de astronautas

A inovação refere-se a um novo processo tecnológico de reciclagem de urina, chamado Sistema de Processamento de Salmoura do Sistema de Controle Ambiental e Suporte de Vida na Exploração Espacial (ECLSS)

Engenheiros da NASA a bordo da Estação Espacial Internacional descobriram uma maneira de recuperar 98% da água inicial levada ao espaço em missões longas, com uma tecnologia capaz de purificar o xixi e o suor dos astronautas.

A inovação refere-se a um novo processo tecnológico de reciclagem de urina, chamado Sistema de Processamento de Salmoura do Sistema de Controle Ambiental e Suporte de Vida na Exploração Espacial (ECLSS). O objetivo é minimizar esforços e custos com missões de abastecimento da estação.

Com a adição do Processador de Salmoura, espera-se atingir uma recuperação de até 98% de água da urina e do suor produzidos pelos astronautas, estabelecendo o primeiro sistema de processamento de salmoura de última geração a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo a Nasa, o sistema permite que os recursos necessários sejam reutilizados, reduzindo a dependência de suprimentos da Terra. Esse avanço é importante para futuras missões espaciais, incluindo possíveis viagens tripuladas a Marte.

A capacidade de reutilização de recursos também permite que os astronautas se concentrem em suas missões, sem se preocupar com a escassez de água e oxigênio.

COMO FUNCIONA

Cada membro da tripulação da estação precisa de cerca de um galão de água por dia para beber, preparar alimentos e higiene.

A Estação Espacial Internacional possui um sistema de controle ambiental e suporte de vida (ECLSS), que inclui um sistema de recuperação de água.

Uma parte desse sistema é o Urine Processor Assembly (Equipamento Processador de Urina), que utiliza destilação a vácuo para recuperar a urina dos astronautas.

O processo de recuperação de água envolve a evaporação parcial da água da urina bruta por meio do uso de ar quente e seco, segundo explica a Nasa.

Na sequência, o ar úmido resultante, chamado de salmoura, é coletado pelo sistema de ar condicionado da ISS e levado ao equipamento de recuperação de água da estação, capaz de reciclar entre 75% e 90% da urina dos astronautas.

Com a adição do novo Brine Processor Assembly (Processador de Salmoura), a Nasa atingiu uma recuperação de água de 98% a bordo da ISS.

A água coletada do ar e da urina passa por filtros especializados, um reator catalítico e é monitorada para garantir a sua pureza.

O sistema também adiciona iodo à água tratada para evitar o crescimento microbiano antes de ser armazenado para consumo da tripulação.

O resultado é uma água limpa e potável, mais pura do que a maioria das estações de tratamento de água da Terra é capaz de produzir.