Polícia Militar deve realizar Vários Concursos em 2017

Quadro de policiais da maioria dos estados está bem abaixo do estipulado em lei. A partir da soma dessa baixa de todos os batalhões, o déficit de policiais militares já ultrapassa a marca de 160 mil.

O resultado de um estudo realizado recentemente apontou um grande problema na sociedade brasileira. É que segundo a pesquisa, muitos lugares do Brasil não possuem o número estimado de policiais militares.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Ao que pode observar, as Polícias Militares de alguns lugares do Brasil estão com menos policiais em seu efetivo, fato que vai contra as leis estaduais que determinam a quantidade de policiais que as corporações devem ter, baseando-se no número de habitantes das cidades e estados. O problema maior revelado pela pesquisa está no fato de que de 27 PMs, quase todas trabalham com o efetivo menor, o que se somam 25.

Existe uma lei que é estadual e que determina o número de militares que cada batalhão deve possuir.

De acordo com essa lei estadual que tem validade para todos os estados brasileiros, os batalhões da PM de cada estado deveriam possuir cada um o equivalente a 600 mil militares. Contudo, atualmente eles possuem em média 430 mil policiais. Além de estarem com esse número reduzido de militares, em onze estados brasileiros desde o ano de 2012, suas tropas vêm sofrendo uma diminuição gradativa.

.Percebe-se que essa redução de homens nos batalhões de todo o Brasil é uma deficiência que se encontra na lei, visto que não existem leis que especificamente determinem um número fixo de efetivos da PM.

Na realidade a Lei atual aponta para o número ideal e militares, mas não obriga a manutenção desses homens nas corporações, o que faz com que essa lei estadual seja vista apenas como o parâmetro de uma marca ideal e que passa longe de ser real.

A pesquisa revelou que dos 27 batalhões estaduais que participaram do estudo, somente os de Minas Gerais, Espírito Santo, Ceará e Minas Gerais possuem um pouco mais de 80% do número de militares apontado na lei, o restante trabalha com bem menos que isso.

Com um número menor de policiais militares a população fica desprotegida, pois cria-se buracos na segurança de toda a sociedade e inclusive dos próprios militares, que têm que se desdobrar em suas funções e mesmo assim não conseguem fazer o seu trabalho como deveriam.

Fonte: Sirlene Montes